Técnico brasileiro faz campeã e campeão no salto em distância

sexta-feira, 22 de agosto de 2008 14:35 BRT
 

Por Marcelo Teixeira

PEQUIM (Reuters) - O brasileiro Nélio Moura retornará da Olimpíada de Pequim como um dos técnicos mais bem sucedidos no evento, após ter levado atletas seus ao ouro tanto no masculino como no feminino do salto em distância.

Nélio é o treinador de Maurren Maggi e também do panamenho Irving Saladino, que vive em São Paulo faz quase quatro anos e ganhou a medalha de ouro na última segunda-feira, a primeira conquistada pelo Panamá na história dos Jogos.

O treinador decepcionou alguns jornalistas que o cercaram logo após a vitória de Maurren, nesta sexta-feira, afirmando que não tem nada de novo ou revolucionário no que desenvolve no centro de treinamento de saltos do Ibirapuera, onde também treinam Keila Costa, do salto em distância, e Jefferson Sabino (salto triplo).

"Não tem nenhum segredo, não tem nenhum conhecimento que já não esteja disponível por aí", afirmou Moura. "Montamos um sistema que funciona, baseado em informações conhecidas", acrescentou.

"O segredo é continuar trabalhando, tentando, perseverando, para quando chegar o momento do atleta ele estar pronto".

No caso de Saladino, o panamenho teve grande evolução desde o momento em que começou a treinar em São Paulo. O trabalho culminou no título mundial no ano passado, e na medalha de ouro em Pequim, que o transformou em um herói nacional.

O atleta, que namora Keila Costa, foi recebido pelo presidente Martín Torrijos na quinta-feira, quando foi decretado feriado nacional para festejar a conquista.

"O Irving já veio para cá como favorito. Ele está em grande forma. No caso da Maurren não. Acreditávamos que umas seis atletas iriam brigar pelas medalhas", afirmou.   Continuação...

 
<p>Irvin Saladino, campe&atilde;o do salto em dist&acirc;ncia nos Jogos de Pequim, desembarca na Cidade do Panam&aacute;, na quinta-feira. Photo by Alberto Lowe</p>