Pato precisa de tranquilidade para brilhar na seleção, diz Dunga

terça-feira, 22 de janeiro de 2008 17:27 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Ao dar a primeira chance ao atacante Alexandre Pato na seleção brasileira principal, o técnico Dunga pediu que o jogador não se deslumbre com os holofotes e sugeriu ao jovem de 18 anos que se concentre no trabalho para se tornar um verdadeiro craque.

"Acho que ele tem de ter tranquilidade, não se deixar levar pelo noticiário... Ele pode ser (craque no futuro), ele não é", disse o técnico Dunga em entrevista coletiva na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

"Ele tem um talento imenso e só depende dele. (Mas) tem de focar no trabalho e não pode achar que já chegou. Este é o ponto de partida dele na seleção brasileira", afirmou Dunga, que acrescentou que a convocação ficou mais fácil porque o atacante do Milan está jogando por sua equipe na Itália.

Na semana retrasada, Pato marcou em sua estréia pelo Milan na goleada por 5 x 2 sobre o Napoli. No último domingo, ele participou do gol da vitória do Milan por 1 x 0 sobre a Udinese, fora de casa.

"Tem que jogar para ter oportunidade (na seleção brasileira). Espero que ele renda na seleção tudo que ele sabe e mostre a qualidade do seu futebol", disse Dunga.

O técnico pretende usar o ex-atacante do Internacional na mesma posição em que ele atua pelo Milan, como ponta-de-lança.

Dunga disse que pretende ter uma conversa em particular com os jogadores com idade olímpica, incluindo Pato, por conta dos compromissos da seleção principal neste ano.

"Vamos conversar com o Pato e deixá-lo bem à vontade, dar liberdade para que ele possa render o máximo possível", disse o treinador.

Em 2007, meses depois de suas primeiras partidas como profissional e de ser campeão do Mundial de Clubes com o Inter, Pato disputou pela seleção brasileira sub-20 o Mundial do Canadá. Na ocasião, ele não brilhou tanto quanto se esperava e o Brasil favorito ao título, foi eliminado precocemente.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)