Lula pede "assessoria" argentina ao Corinthians

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008 18:49 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva aproveitou a viagem nesta sexta-feira à Argentina para pedir a ajuda do prefeito de Buenos Aires, Mauricio Macri, ex-presidente do Boca Juniors, ao Corinthians.

Durante entrevista com Macri, que até o ano passado foi presidente do clube durante a década de maior sucesso na história da equipe, Lula lamentou a atual fase do Corinthians e brincou sobre a necessidade de uma assessoria argentina aos dirigentes da equipe paulista.

"(Macri) é torcedor de uma equipe de futebol que já ganhou tantos títulos sul-americanos e mundiais, e o meu Corinthians não ainda muito bem. Tenho que conversar para convencê-lo de que fale com os dirigentes do Corinthians e ensine como se conquista tantos títulos", disse Lula.

Macri, sentado ao lado do presidente durante uma homenagem que fez a Lula na prefeitura, sorriu divertindo-se. Durante sua gestão, o Boca conquistou dois títulos mundiais e quatro Copas Libertadores.

O Corinthians, campeão brasileiro de 2005, foi rebaixado para a segunda divisão nacional no ano passado e vai disputar a Série B de 2008. No Campeonato Paulista, a equipe ocupa a 6a posição, fora da zona de classificação para as semifinais.

(Reportagem de Damián Wroclavsky)

 
<p>O presidente Luiz In&aacute;cio Lula da Silva aproveitou a viagem nesta sexta-feira &agrave; Argentina para pedir a ajuda do prefeito de Buenos Aires, Mauricio Macri, ex-presidente do Boca Juniors, ao Corinthians. Lula posa junto a Macri, 22 de fevereiro em Buenos Aires. Photo by Reuters (Handout)</p>