Estádios africanos são aprovados pela Fifa para eliminatórias

sexta-feira, 23 de maio de 2008 16:48 BRT
 

Por Mark Gleeson

JOANESBURGO (Reuters) - Todos os estádios africanos ameaçados de serem impedidos de sediar partidas das eliminatórias para a Copa do Mundo foram aprovados depois de uma nova inspeção Fifa, disse a entidade que comanda o futebol mundial.

Estádios na República Democrática do Congo, Gâmbia, Namíbia, Serra Leoa, Suazilândia e Zâmbia poderão receber partidas nas próximas semanas depois de passarem por modernizações ou melhoras iniciais ordenadas pela Fifa.

Entretanto, a Fifa alertou que pode proibir a utilização dos estádios novamente se as melhorias ordenadas não estiverem em vigência até o início da segunda frase das eliminatórias em novembro.

"Para que as eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010 possam ser disputadas no nível da competição, a Fifa tomou a iniciativa de inspecionar diversos estádios na África nos últimos meses", disse um porta-voz da Fifa nesta sexta-feira.

"Baseada nas inspeções e graças aos trabalhos já realizados desde então, a Fifa autorizou que estes estádios sejam usados para as partidas da competição preliminar da Copa do Mundo de 2010. Entretanto, na maioria dos casos, a Fifa decidiu que a presente autorização é condicionada pela conclusão mandatória dos trabalhos até o final de novembro".

Muitos países africanos estavam sob a ameaça de ter que mudar suas próximas partidas em casa para estádios neutros, mas agora apenas Lesoto e Togo irão mandar seus jogos fora de suas fronteiras.

Lesoto disputará partidas em Bloemfontein, na vizinha África do Sul, devido a renovações no único estádio do país.

Togo recebeu uma punição de quatro jogos pela violência nas últimas eliminatórias para a Copa das Nações Africanas no ano passado, quando torcedores atacaram jogadores da seleção de Mali.

Togo, que foi uma presença surpresa na última edição da Copa do Mundo, mudou suas partidas para Accra, na vizinha Gana.