Como manter o sucesso, depois dos ouros dos Jogos Olímpicos?

sábado, 23 de agosto de 2008 02:20 BRT
 

Por Belinda Goldsmith

PEQUIM (Reuters) - Os heróis olímpicos Michael Phelps e Usain Bolt com certeza farão fortuna a partir de seus êxitos em Pequim, mas pensemos por um momento nos ganhadores das outras 293 medalhas de ouro.

Os especialistas em marketing estimam que só um punhado de atletas será capaz de converter suas cobiçadas medalhas douradas em lucros para a vida, depois dos Jogos Olímpicos.

E, quer gostemos ou não, a aparência importa.

A ginasta Nastia Liukin, aos 18 anos campeã olímpica no geral individual, e seu pai-treinador, o medalhista de ouro em Seul-1988 Valery Liukin, prevêem que a fama da jovem obtida na China financiará sua vida futura.

"O momento é este. No fim do dia não é apenas trabalho duro. É necessário assegurar que se possa desfrutar o resto da vida", disse o pai à Reuters, já pondo em ação a máquina publicitária.

O agente de Liukin, Evan Morgenstein, do Premier Management Group, disse que a ginasta cumpre todos os requisitos para passar de grande atleta a celebridade. Isso porque conta com: boa aparência, personalidade e uma boa história, com seu pai famoso e uma série de lesões superadas com sucesso.

"É muito feminina. E nos Estados Unidos tem uma imagem de menina doce. Seu futuro se apóia em seus feitos e em como é percebida pelo público", disse Morgenstein em um evento organizado pela patrocinadora Visa, uma das 15 empresas que está atrás de Liukin.

"Nem todos têm uma (boa) história, nem todos têm os elementos necessários. Algumas empresas têm telefonado para contratá-la como modelo", acrescentou.   Continuação...