Berlusconi vai renunciar à presidência do Milan

quarta-feira, 23 de abril de 2008 10:04 BRT
 

ROMA (Reuters) - Silvio Berlusconi disse na quarta-feira que vai deixar a presidência do Milan quando iniciar seu terceiro mandato como primeiro-ministro italiano.

"Terei de desistir da presidência do Milan e isto me dói. Meu novo papel é incompatível", disse Berlusconi, que deve tomar posse no mês que vem, depois de vencer as eleições na semana passada, disse uma estação de rádio italiana.

A decisão não deve abalar o time, sete vezes campeão europeu, já que o vice-presidente Adriano Galliani está no comando diário do clube.

Durante o último mandato, entre 2001 e 2006, Berlusconi também renunciou à presidência do Milan, embora continue sendo seu dono.

Berlusconi acrescentou ainda que a alta quantia pedida pelo Barcelona por Ronaldinho não fez o Milan perder as esperanças de contratar o atacante brasileiro.

"Ainda queremos tê-lo e sabemos que ele quer o Milan", disse Berlusconi. "O Barcelona fez uma exigência que todos consideram excessiva. Estamos avançando e vamos ver. Ainda estamos interessados."

De acordo com a mídia italiana, o Barcelona teria pedido 50 milhões de euros (o equivalente a 80 milhões de dólares) por Ronaldinho.

Berlusconi também negou os rumores de que pode tentar impedir que George Soros controle o AS Roma, já que o time confirmou o encontro na semana passada com um representante de um grupo ligado ao bilionário norte-americano.

 
<p>Berlusconi em coletiva de imprensa dada ap&oacute;s a vit&oacute;ria nas elei&ccedil;&otilde;es italianas. Ele abandonou a presid&ecirc;ncia do Milan depois disso. Photo by Alessandro Bianchi</p>