Para bater EUA no basquete, só multiplicando população-Austrália

domingo, 24 de agosto de 2008 00:54 BRT
 

Por Erik Kirschbaum

PEQUIM (Reuters) - A Austrália precisaria de mais 100 milhões de pessoas para conseguir derrotar os Estados Unidos no basquete, afirmou a treinadora da equipe feminina, Jan Stirling.

Stirling, que anunciou que vai deixar a equipe, lembrou que os EUA superaram a Austrália por 92 a 65 na disputa da medalha de ouro mesmo com a equipe campeã mundial bastante confiante e invicta no torneio.

"Vamos superar essa disparidade? Não até que tenhamos outras 100 milhões de pessoas", disse Stirling, que comandou a Austrália na conquista de duas medalhas Olímpicas de prata e o ouro no Mundial de 2006.

"Mas eu tenho bastante fé no desenvolvimento do basquete da Austrália", completou ela.

A Austrália tem uma população de 21 milhões de pessoas, enquanto os EUA contam com 304 milhões.

Ela afirmou achar que os Estados Unidos estavam bastante ansiosos no sábado para se vingarem de 2006.

"A rivalidade com os EUA é de longa data. Mas você vence sete jogos (em Pequim) e acha que as coisas estão indo bem, mas no final, é atacada por trás", disse ela.

"Sentíamos que estávamos prontas para elas. Mas infelizmente algumas de nossas jogadoras não fizeram aquele algo a mais que precisávamos".

"Se foi ansiedade, não sei. Psicologicamente elas perdem a confiança rapidamente quando a bola não vai para o aro."