April 24, 2008 / 12:48 AM / in 9 years

Equipe de saltos é a melhor dos últimos Jogos, diz técnico

4 Min, DE LEITURA

Por Tatiana Ramil

SÃO PAULO (Reuters) - Cavaleiros mais experientes e cavalos em forma fazem da atual equipe brasileira de saltos a melhor dos últimos Jogos Olímpicos e com chances de levar a medalha de ouro em Pequim, segundo o técnico da seleção, Nelson Pessoa.

Medalhista de bronze em Atlanta-1996 e Sydney-2000, o Brasil teria agora conjuntos fortes e uma equipe mais homogênea.

"Nós temos, no papel, a melhor equipe das últimas quatro Olimpíadas. A qualidade de cavalos que dispomos atualmente, e também entre os cavaleiros... Esses conjuntos podem ser comparados às equipes principais, Alemanha, Inglaterra, Holanda e Estados Unidos", disse Neco a jornalistas nesta quarta-feira, após a divulgação do Athina Onassis International Show.

"O Brasil ocupa uma posição privilegiada no mundo equestre, tanto pela qualidade da nossa equipe, quanto pela prova que vai abrigar", acrescentou ele, referindo-se ao campeonato que será disputado em São Paulo, em outubro.

O país ainda não tem os nomes definidos para Pequim, mas o atual campeão olímpico Rodrigo Pessoa, Bernardo Resende Alves e Álvaro Affonso de Miranda Neto, o Doda, estão praticamente garantidos.

Rodrigo e Bernardo conquistaram a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, em 2007. Outros dois representantes daquela equipe, Pedro Veniss e César Almeida, estão bem cotados.

A seletiva olímpica da equipe de saltos se dará em etapas. Uma delas terminou no domingo, quando Camila Mazza e Bartholomeu Bueno de Miranda Neto foram os classificados na fase brasileira.

Eles se juntarão a conjuntos selecionados em competições européias e norte-americanos e aos cinco que conquistaram a medalha de ouro no Pan --incluindo a reserva Karina Johannpeter. Destes conjuntos, quatro serão escolhidos os titulares em Pequim e um, o reserva.

A partir de maio, esses conjuntos participarão de uma série de concursos 4 e 5 estrelas, na Europa, até o fim do mês de julho, quando a equipe olímpica de saltos será definida por uma comissão técnica, incluindo Neco.

"Os cavaleiros têm muita experiência, alguns com 10, 20 anos de competição... Há um entendimento muito bom entre os cavaleiros, e isso é importante", declarou o técnico da seleção.

EQUIPE HOMOGÊNEA

Fora do Pan por ter acabado de comprar sua égua, Picolien, Doda aparece agora como boa opção para a equipe brasileira. Segundo Neco, ele tem um animal "excepcional, de alto nível".

Doda, que esteve na equipe que conquistou as medalhas de bronze em Atlanta e Sydney, disse estar muito satisfeito com a égua.

"Tenho uma égua muito boa. Desde 1998 não tinha uma fase tão boa", disse o marido de Athina e idealizador da prova paulista que distribuirá 2,798 milhões de dólares.

Para Doda, a equipe brasileira que irá a Pequim é mais forte e homogênea.

"Antes a gente tinha um cavalo excepcional, que era o Baloubet, e bons cavalos. Hoje temos ótimos cavalos, e assim fica mais fácil", disse.

"Ficava tudo nas costas do Rodrigo (Pessoa). Agora, se a gente estiver concentrado, cada um tem condições de fazer zero ponto, e o Rodrigo vai poder entrar em condições melhores, com mais tranquilidade."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below