Walcott corresponde à aposta do Arsenal em seu futuro promissor

quarta-feira, 24 de outubro de 2007 11:15 BRST
 

Por Mike Collett

LONDRES (Reuters) - Theo Walcott era considerado uma futura estrela do futebol inglês desde sua adolescência no Southampton. E, na terça-feira, ele mostrou que está próximo de corresponder às expectativas.

Ainda com apenas 18 anos, o atacante fez sua primeira partida como titular do Arsenal na Liga dos Campeões e teve papel fundamental na goleada de 7 x 0 sobre o Slavia Praga. Ele marcou dois gols, deu passes para outros dois e causou desespero na defesa adversária cada vez que tocava na bola.

O Arsenal agora lidera o Grupo H com o máximo de nove pontos em três jogos. Os três concorrentes no grupo, Sevilla, Slavia e Steaua Bucareste, têm poucas chances de impedir os ingleses de avançar para as oitavas-de-final.

O Sevilla, que venceu o Steaua por 2 x 1 na terça-feira, está em segundo com seis pontos, seguido por Slavia, com três, e o Steaua, que perdeu os três primeiros jogos.

O técnico do Arsenal, Arsene Wenger, foi só elogios a Walcott após a imponente goleada.

"Ele demorou um pouco para entrar no jogo. Mas quando marcou o gol, nós vimos mais dele. Houve um toque de Thierry Henry no segundo gol. Ele não se desespera na frente do gol, ele melhorou muito", afirmou o treinador francês.

"Ele tem bons ingredientes -- inteligência e uma velocidade fantástica, e sua técnica está melhorando."

Walcott dedicou seu primeiro gol a seu cunhado que morreu recentemente, e disse sobre seu segundo: "As pessoas vão dizer que o segundo foi como Thierry Henry, e talvez seja porque eu o observei treinando por muito tempo."

O Arsenal igualou sua maior vitória em competições européias -- 7 x 0 sobre o Standard Liege em 1993 --, e também igualou a maior goleada da história da Liga dos Campeões -- 7 x 0 da Juventus sobre o Olympiakos em dezembro de 2003.

 
<p>Atacante do Arsenal Theo Walcott comemora um dos gols marcador na goleada de 7 x 0 sobre o Slavia Praga, na ter&ccedil;a-feira, em jogo da Liga dos Campe&otilde;es em Londres. Photo by Toby Melville</p>