Daniel e Bellucci vão representar Brasil no tênis em Pequim

terça-feira, 24 de junho de 2008 17:59 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Thomaz Bellucci e Marcos Daniel serão os representantes do tênis brasileiro na chave de simples na Olimpíada de Pequim, enquanto a dupla Marcelo Melo e André Sá está perto de também garantir vaga nos Jogos, informou a Confederação Brasileira de Tênis nesta terça-feira.

Bellucci, que na segunda-feira conquistou a primeira vitória da carreira em um Grand Slam ao derrotar o russo Igor Kunitsyn em Wimbledon, entrou diretamente na chave de Pequim por ocupar a 68a posição do ranking, aproveitando-se da regra que limita a quatro o número de tenistas de um mesmo país nos Jogos.

"Acho que será uma experiência única, que mesclará situações de Copa Davis com as de um grande torneio", afirmou o tenista, de 20 anos, em comunicado.

Marcos Daniel, número 76 da lista mundial, ainda contou com a desistência de 10 jogadores que estavam entre os 56 classificados para os Jogos pelo posicionamento no ranking. No total, serão 64 tenistas em ação em Pequim, incluindo os convidados pela organização.

"Estou muito feliz. Venho trabalhando faz tempo para chegar neste nível, e agora é seguir firme para melhorar ainda mais. A classificação a Pequim é incrível, um sonho realizado. Estava muito motivado para conseguir esta vaga, estou muito contente", disse ele, em comunicado da CBT.

O jovem Bellucci vive em 2008 a melhor temporada de sua carreira. Em junho de 2007, ele ocupava a posição 447 do ranking da ATP, mas decolou na lista após conquistar quatro títulos de torneios challengers, da segunda linha da ATP.

Este ano ele fez a estréia nos Grand Slams de Roland Garros e Wimbledon.

No Aberto da França, foi derrotado na primeira rodada pelo tetracampeão Rafael Nadal, enquanto em Wimbledon, voltará à quadra na quarta-feira pela 2a rodada, contra o alemão Simon Stadler, número 172 do mundo.

A dupla Melo e Sá, atualmente 9a. colocada do ranking mundial, depende apenas da confirmação da Federação Internacional de Tênis para selar a vaga nos Jogos.

(Por Pedro Fonseca)