24 de Agosto de 2008 / às 06:38 / em 9 anos

Argentina fica com o bronze no basquete masculino

<p>Carlos Delfino, da Argentina, sobe para a cesta marcado por Simas Jasaitis (E) e Marijonas Petravicius, da Litu&acirc;nia, na disputa da medalha de bronze. Photo by Jason Reed</p>

PEQUIM (Reuters) - A seleção argentina masculina de basquete conquistou no domingo a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim ao vencer a Lituânia.

A seleção argentina -- campeã em Atenas-2004 -- bateu o time lituano por 87 a 75 sem muita dificuldade, apesar da ausência de sua maior estrela, Manu Ginóbili, que ficou assistindo do banco.

Ginóbili, do San Antonio Spurs, sofreu na sexta-feira lesão no tornozelo esquerdo, na partida contra o favorito Estados Unidos, e teve que deixar a quadra, facilitando as coisas para os americanos, que acabaram vencendo por mais de 20 pontos e agora lutam com a Espanha pelo ouro.

“Queríamos ganhar o bronze por Manu”, disse à Reuters Carlos Delfino. “Ele quis aquecer para o jogo, mas sentia muita dor. É fantástico ganhar o bronze, essa equipe tem um coração incrível”.

Ginóbili era o cestinha do torneio até sofrer a lesão, que agravou um problema anterior.

“Tentei antes da partida, mas sabia que seria muito difícil. Não podia correr. Não tentei ser um herói, se jogasse poderia ter sido pior para a equipe”.

“Estou muito orgulhoso do que os rapazes fizeram, é difícil encontrar as palavras certas, estou é muito emocionado”, completou.

Argentina e Lituânia começaram a partida em equilíbrio, sem muita diferença no primeiro quarto.

O time argentino acelerou o jogo e no segundo quarto já tinha boa vantagem, chegando a 24 pontos no terceiro quarto graças aos arremessos de três pontos de jogadores como Leonardo Gutiérrez e Andrés Nocioni, bem como às roubadas de bola.

A Lituânia ameaçou uma reação e chegou a reduzir a diferença para 12 pontos, mas foi insuficiente para brecar os argentinos que voltaram a aumentar a vantagem até encerrar o jogo com tranquilidade e começar a festa pelo segundo pódio consecutivo da equipe.

Carlos Delfino foi o cestinha do jogo, com 20 pontos, seguido do seu compatriota Luis Scola, que marcou 16.

Reportagem de Pablo Garibian

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below