FIA quer aumentar preço para inscrição de equipes na Fórmula 1

terça-feira, 24 de junho de 2008 12:59 BRT
 

Por Alan Baldwin

LONDRES 24 (Reuters) - A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) pretende aumentar o preço para entrada das equipes na temporada 2009 da Fórmula 1 a 740 mil euros, ante os atuais 300 mil, para cobrir custos com serviços e equipamentos.

A proposta, revelada em um documento obtido pela Reuters, será apresentada oficialmente ao conselho esportivo da FIA durante reunião em Paris na quarta-feira.

Se a medida for aprovada, a federação então discutirá a decisão com as 10 equipes da F1.

A intenção de aumentar o valor para entrada das escuderia acontece após os pilotos terem demonstrado insatisfação, na semana passada, com a decisão de subir o preço da licença para competir. O britânico Lewis Hamilton, da McLaren, teve que pagar 228 mil euros, contra 1.725 euros pagos em 2007.

Entretanto, o novo aumento acontece enquanto as equipes continuam a negociar com o detentor dos direitos comerciais da categoria, Bernie Ecclestone, e a CVC Capital por um novo acordo que definirá os valores para as divisões das receitas da categoria.

Reportagens da semana passada sugeriam que o presidente da FIA, Max Mosley, que estará presente ao encontro de quarta-feira com Ecclestone, vai pedir por um aumento na participação das escuderias nas receitas.

A proposta da FIA de aumentar o preço da taxa paga pelas equipes, que anteriormente subiria apenas 3 por cento, tem como justificativa o pagamento de seis serviços, entre eles uma rede de comunicação segura para os boxes e o serviço de meteorologia.

Ecclestone também deve apresentar na reunião o calendário provisório para a temporada de 2009.

Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, deve fazer sua estréia na temporada, que poderá ter 20 grandes prêmios se o GP dos Estados Unidos, em Indianápolis, voltar ao programa. Neste ano, serão disputadas 18 corridas.