Mulheres do Brasil brilham em Olimpíada "cor-de-rosa"

domingo, 24 de agosto de 2008 10:52 BRT
 

Por Marcelo Teixeira

PEQUIM (Reuters) - As mulheres roubaram a cena na participação olímpica brasileira na China.

Foram delas dois dos três ouros que o país conquistou, incluindo o inédito feminino numa competição individual, de Maurren Maggi, e o primeiro das meninas do vôlei, lideradas pela veterana capitão Fofão

No judô, na vela e no taekwondo, mais ineditismo. A primeira medalha feminina no judô, com o bronze de Ketleyn Quadros, a primeira do Brasil no taekwondo, outro bronze com Natália Falavigna, e a primeira medalha feminina no iatismo, na classe 470, com Fernanda Oliveira e Isabel Swan.

"A evolução do feminino foi gigantesca. Foi uma Olimpíada cor-de-rosa para o Brasil", disse o chefe da missão olímpica brasileira, Marcus Vinícius Freire, neste domingo, dia do encerramento dos Jogos.

Considerando apenas as medalhas conquistadas por mulheres, o Brasil seria o 15o colocado no quadro de medalhas dos Jogos de Pequim, à frente de países como França, Espanha e Canadá, que estão à frente do Brasil no quadro de medalhas geral.

A França é a 10a, a Espanha, 14a, e o Canadá, 19o, enquanto o Brasil está em 23o somando homens e mulheres.

"São conquistas expressivas em diversas modalidades. E as nossas atletas merecem um destaque especial", afirmou o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman.

Além disso, o Brasil emplacou a primeira final feminina por equipes na ginástica artística e a primeira no revezamento 4x100m do atletismo, onde o time chegou em quarto lugar e por pouco não leva uma medalha.   Continuação...

 
<p>Mulheres do Brasil brilham em Olimp&iacute;ada 'cor-de-rosa'. Brasileiras medalhistas de ouro no voleibol comemoram ap&oacute;s vit&oacute;ria contra os EUA. As mulheres roubaram a cena na participa&ccedil;&atilde;o ol&iacute;mpica brasileira na China. 23 de agosto. Photo by Alexander Demianchuk</p>