China fecha cortina de Jogos épicos; Londres se prepara em festa

domingo, 24 de agosto de 2008 12:57 BRT
 

Por Crispian Balmer

PEQUIM (Reuters) - A Olimpíada de Pequim acabou com o som ensurdecedor dos fogos de artifício neste domingo, fechando as cortinas de Jogos que deixaram o mundo sem fôlego com o brilho do desempenho esportivo e que mostraram onde a China moderna pode chegar.

Enquanto a cerimônia de encerramento se desenrolava no estádio Ninho de Pássaro, uma multidão de 40.000 pessoas tomou as ruas próximas ao Palácio de Buckingham para iniciar a contagem regressiva para os Jogos de Londres, em 2012.

O prefeito de Londres, Boris Johnson prometeu uma "Olimpíada fantástica" na capital britânica em 2012, ao receber a bandeira olímpica em Pequim, numa cerimônia transmitida ao vivo por um telão para os londrinos.

Mas mesmo o extravagante brilho esportivo dos Jogos de Pequim não conseguiu apagar as críticas contra o histórico negativo da China em relação aos direitos humanos, o que não impediu o Comitê Olímpico Internacional (COI) de aprovar com louvor os organizadores e dizer que os Jogos deixam um legado positivo para as futuras gerações.

"Hoje à noite chegamos ao fim de 16 dias gloriosos que celebraremos para sempre", disse o presidente do COI, Jacques Rogge, aos 91.000 torcedores que estavam no estádio.

"O mundo aprendeu mais sobre a China, e a China aprendeu mais sobre o resto do mundo", disse ele. "Este foram Jogos realmente excepcionais.

O COI disse que 43 recordes mundiais e 132 recordes olímpicos foram quebrados na China, que gastou 43 bilhões de dólares no evento -- três vezes mais do que o orçamento previsto para os Jogos de 2012.

As lideranças comunistas da China sem dúvida suspiraram aliviados, em conjunto, assim que a grande pira olímpica foi apagada.   Continuação...

 
<p>China fecha cortina de Jogos &eacute;picos; Londres se prepara em festa. A Olimp&iacute;ada de Pequim acabou com o som ensurdecedor dos fogos de artif&iacute;cio neste domingo. 24 de agosto. Photo by Joe Chan</p>