FIA cogita ressuscitar Fórmula 2 como categoria de apoio à F1

quarta-feira, 25 de junho de 2008 15:43 BRT
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) disse nesta quarta-feira que planeja ressuscitar a extinta Fórmula 2 para servir de apoio à Fórmula 1 a partir de 2009.

Convidando interessados a disputar a categoria de menor custo, a FIA disse que a Fórmula 2 será "usada como uma plataforma barata para desenvolver novos talentos para a Fórmula 1."

"Espera-se que isso possa ser atingido com um orçamento de cerca de 200.000 euros (311.600 dólares) por carro na temporada", afirmou a FIA, em comunicado, depois de um encontro do Conselho Mundial de Automobilismo em Paris.

A Fórmula 2 foi uma categoria de apoio para a Fórmula 1 entre os primeiros anos do campeonato até o final de 1984, quando foi substituída pela Fórmula 3000.

No final de 2004, a Fórmula 3000 deu lugar à categoria GP2, sustentada pela Renault depois de um acerto entre o dirigente Bernie Ecclestone e o diretor da Renault, Flavio Briatore. As corridas da categoria acontecem nos fins de semana na Europa.

Os custos da GP2 excedem a meta de orçamento da FIA, com o valor estimado de 1,5 milhão de euros por carro por temporada.

Um quarto do elenco atual de pilotos da Fórmula 1 é composto por egressos da GP2, incluindo Nico Rosberg (Williams), Lewis Hamilton (McLaren), Timo Glock (Toyota) e Nelsinho Piquet (Renault).

"Eu não sei com que tipo de carro eles esperam correr com 200.000 euros, pois há pessoas gastando este tipo de dinheiro em karts na Europa", disse um diretor não identificado de uma equipe da GP2 ao site da Internet autosport.com.

A FIA ainda disse que entraria em uma etapa de "longas consultas" com as equipes da Fórmula 1 para rever o comando do esporte, regulamentos técnicos e a melhora de medidas de eficiência.