CORREÇÃO-Após lesões, Guilheiro quer repetir medalha em Pequim

quarta-feira, 25 de junho de 2008 18:13 BRT
 

(Corrige 2o parágrafo para esclarecer que Flávio Canto não irá a Pequim. Ele é reserva na categoria meio-médio)

Por Marcelo Teixeira

SÃO PAULO (Reuters) - O judoca brasileiro Leandro Guilheiro surpreendeu ao conquistar uma medalha olímpica com apenas 21 anos em Atenas, em 2004. Classificado para Pequim, ele chega aos Jogos mais experiente e, apesar de três lesões sérias desde a última Olimpíada, quer repetir, ou melhorar, o feito.

Guilheiro, que foi campeão mundial sub-20 em 2002, levou o bronze em Atenas na categoria leve (até 73 quilos). O judô brasileiro levou só mais uma medalha na ocasião, o bronze do mais experiente Flávio Canto, meio-médio que é reserva de Tiago Camilo para Pequim.

"Acho que sou um cara mais forte hoje, mentalmente e fisicamente. Acho que a possibilidade é até maior hoje de conseguir uma medalha do que era em Atenas", disse ele.

As competições preparatórias mais recentes mostraram que ele está em um bom caminho. Guilheiro levou medalhas de bronze na SuperCopa do Mundo de Hamburgo e de Moscou, última disputa da seleção brasileira a nível internacional antes da Olimpíada.

"Foi bom para ganhar confiança e ver que as coisas estão indo como planejado", disse ele.

O caminho de Atenas para Pequim, no entanto, não foi percorrido sem alguns percalços.

O judoca passou por três cirurgias nesse período, em uma das mãos, em um dos ombros e no quadril. E está com uma hérnia de disco que causa certo desconforto durante os treinamentos e competições. Mas ele diz que a dor é uma constante na vida de qualquer atleta nesse nível.   Continuação...

 
<p>Agumas les&otilde;es depois, Guilheiro quer repetir feito em Pequim. O judoca brasileiro Leandro Guilheiro em imagem de arquivo. Guilheiro surpreendeu ao conquistar uma medalha ol&iacute;mpica com apenas 21 anos em Atenas, em 2004. Classificado para Pequim, ele chega aos Jogos mais experiente e quer repetir, ou melhorar, o feito. 16 de agosto de 2004. Photo by $Byline$</p>