Torcida mais fiel do Brasil vê fim do casamento Bahia-Fonte Nova

segunda-feira, 26 de novembro de 2007 13:53 BRST
 

Por Pedro Fonseca

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A torcida do Bahia, a que mais encheu estádio no Brasil em 2007, está de luto pela tragédia que resultou na morte de sete torcedores e defende até a demolição da Fonte Nova.

Enquanto o público comemorava o acesso à Série B, no domingo, parte da arquibancada despencou no maior estádio de Salvador.

Responsável pela maior média de público do futebol brasileiro no ano, apesar de o Bahia estar na 3a divisão, a torcida da equipe baiana foi surpreendida pelo acidente e já admite não contar com o estádio em 2008.

"Foi lamentável o que aconteceu na Fonte... Por mim, aquele estádio já deveria ter sido demolido há muito tempo, mas as autoridades só esperam uma tragédia acontecer para tomarem decisões", disse à Reuters o estudante Daniel Henrique, 25, que faz parte da torcida organizada Bamor.

"Não acho que o estádio vai voltar a funcionar, mas se voltasse, eu com certeza ia pensar várias vezes antes de voltar lá", acrescentou o torcedor por email.

Na comunidade oficial da torcida organizada Bamor no site de relacionamentos Orkut, com quase 18.000 membros, diversos torcedores repetiram a posição favorável à demolição do estádio. "Fim do casamento Fonte e ECBahia" era um dos títulos mais comentados no site.

Cerca de 60.000 torcedores lotaram o estádio, interditado pelo governador Jacques Wagner, para assistir à partida entre o Bahia e o Vila Nova. Uma inspeção para apurara as causas do desabamento está sendo realizada pelo Departamento de Polícia Técnica do Estado, que vai entregar relatório em até 10 dia.

Para a delgada responsável pelo caso, a tragédia só não foi maior porque muitos torcedores se dispersaram. "Esse estádio não foi reformado há muitos anos, estava superlotado, com as pessoas pulando em cima de uma estrutura já deficiente", disse à Reuters a delegada Maria Andrada Ramos.   Continuação...