Fifa suspende o Iraque de competições internacionais

segunda-feira, 26 de maio de 2008 10:47 BRT
 

Por Julian Linden

SYDNEY (Reuters) - O futebol do Iraque poderá passar um ano no deserto depois que a Fifa suspendeu o país de todas as competições internacionais, nesta segunda-feira, e emitiu um ultimato a Bagdá.

O conselho executivo da Fifa anunciou a punição como resposta à decisão do governo iraquiano de dissolver o Comitê Olímpico Nacional e as federações esportivas do país, infringindo as regras da Fifa e do Comitê Olímpico Internacional.

O conselho vai recomendar ao Congresso da Fifa, que se reúne na sexta-feira em Sydney, que o Iraque seja suspenso de todas as competições por 12 meses, mas deixou a porta aberta para voltar atrás caso Bagdá reverta sua decisão até 11h (de Brasília) de quinta-feira.

"O Comitê Executivo da Fifa decidiu suspender a Associação Iraquiana de Futebol (IFA)... seguindo a decisão do governo tomada em 20 de maio que dissolveu o Comitê Olímpico Iraquiano e todas as federações esportivas do país, incluindo a IFA", disse a Fifa em comunicado.

"Entretanto, a suspensão anunciada hoje pode ser revogada se a Fifa receber até meia-noite de 29 de maio (horário de Sydney) uma confirmação por escrito do governo iraquiano de que o decreto foi anulado."

Aparentemente não há muitas chances para um acordo, após o ministro de Esportes do Iraque, Jasem Mohammed Jaafar, ter dito à Reuters que o governo não vai voltar atrás em sua decisão, apesar da ameaça de suspensão.

"Respondemos a eles (Fifa) em uma carta formal que a decisão... não cobre as federações esportivas em que a federação de futebol está incluída", disse o ministro.

"Se a Fifa insistir em impedir a participação do Iraque na próxima Copa do Mundo, o governo não vai voltar atrás de sua decisão... por uma partida de futebol", disse o ministro.

A seleção iraquiana jogaria com a Austrália pelas eliminatórias asiáticas para o Mundial da África do Sul no domingo, e novamente em Dubai na próxima semana. Se não puder disputar essas partidas, a Austrália ganhará os pontos.