Brasil vence Suécia com gol de Alexandre Pato

quarta-feira, 26 de março de 2008 18:44 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - No jogo comemorativo dos 50 anos de seu primeiro título mundial, o Brasil voltou a derrotar a Suécia, desta vez por 1 x 0, gol de Alexandre Pato, em amistoso disputado em Londres.

Foi um placar bem diferente da final da Copa do Mundo de 1958, quando os brasileiros ganharam por 5 x 2.

A partida no Emirates Stadium, com 60 mil espectadores, foi truncada, com as duas equipes encontrando dificuldades para armar boas jogadas. Mesmo assim, os brasileiros tiveram mais chances e conseguiram marcar com Pato, repetindo o marcador do primeiro jogo de 2008, contra a Irlanda, em fevereiro.

O Brasil entrou em campo com Júlio César; Daniel Alves, Lúcio, Alex e Richarlyson; Josué, Gilberto Silva, Júlio Baptista e Diego; Robinho e Luis Fabiano.

Assim como no jogo contra a Irlanda, o técnico Dunga escalou como titular apenas um jogador com idade olímpica --até 23 anos--, o meia Diego. No segundo tempo, seis "olímpicos" entraram.

E a seleção brasileira começou a partida mais no ataque, principalmente com jogadas dos ex-santistas Diego e Robinho, favorito para ser um dos três "veteranos" nos Jogos Olímpicos de Pequim, em agosto.

Na primeira delas, Robinho chutou na trave, mas estava impedido. Aos 20 minutos foi a vez de Diego finalizar. Ele recebeu pelo lado direito e chutou forte, do lado de fora da rede.

Os suecos tiveram boa chance cinco minutos depois. Em contra-ataque, Rosenberg avançou sozinho, mas errou o alvo.

O Brasil respondeu rápido e no lance seguinte quase marcou com Júlio Baptista, que recebeu ótimo passe de Diego e chutou para defesa do goleiro Isaksson. Baptista ainda chegou perto de marcar em cobrança de falta, que saiu por cima do travessão.   Continuação...

 
<p>Brasil vence Su&eacute;cia com gol de Alexandre Pato. No jogo comemorativo dos 50 anos de seu primeiro t&iacute;tulo mundial, o Brasil voltou a derrotar a Su&eacute;cia, desta vez por 1 x 0, gol de Alexandre Pato, em amistoso disputado em Londres. 26 de mar&ccedil;o. Photo by Eddie Keogh</p>