Governo da Bahia interdita estádio após tragédia

segunda-feira, 26 de novembro de 2007 08:30 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O governo da Bahia interditou o estádio da Fonte Nova, em Salvador, após a morte de ao menos sete pessoas na queda de um degrau da arquibancada, durante partida no domingo do Bahia pela fase final da 3a divisão do Campeonato Brasileiro.

Um funcionário do Corpo de Bombeiros de plantão em Salvador, uma das cidades concorrentes à sede da Copa do Mundo de 2014, disse que mais de 40 pessoas foram levadas para o hospital, algumas em estado grave.

Cerca de 60.000 torcedores estavam na Fonte Nova para assistir à partida entre o Bahia e o Vila Nova, de Goiânia. A queda da arquibancada ocorreu quando os torcedores do time da casa pulavam na parte superior.

Centenas de pessoas, sem ter conhecimento do acidente, invadiram o gramado no final da partida para comemorar a promoção do Bahia à Série B com o empate de 0 x 0. O clube baiano encerra sua participação na temporada fora de casa contra o CRAC, em Uberlândia, na quarta-feira.

Uma comemoração oficial com diversas grupos musicais locais, entretanto, foi cancelada.

Mesmo na terceira divisão, o Bahia é o clube com maior média de público do futebol brasileiro em 2007. O time tem média de 38.903 pagantes por jogo na Fonte Nova. O São Paulo, campeão da Séria A em 2007, tem média de 28.510 por jogo. Flamengo lidera a estatística da primeira divisão com 36.842.

O governo do Estado da Bahia disse em comunicado que, além da "imediata interdição" do estádio, vai iniciar uma investigação para apurar as causas da tragédia.

Salvador é uma das 18 cidades-candidatas a receber jogos da Copa do Mundo que será realizada no Brasil. A cidade prometeu construir um novo estádio, a Arena Bahia, com capacidade para 44.100 torcedores, caso seja escolhida uma das sedes do Mundial.

O último grande acidente em estádios do Brasil aconteceu em 2000, quando uma grade que separava a torcida do gramado cedeu no estádio de São Januário, durante a final da Copa João Havelange, entre Vasco da Gama e São Caetano. Mais de 150 pessoas ficaram feridas.

Na final do Campeonato Brasileiro de 1992, entre Botafogo e Flamengo, a grade de proteção da arquibancada superior do Maracanã rompeu e alguns torcedores do Flamengo caíram na parte inferior do estádio. Três pessoas morreram.

(Por Brian Homewood e Andrei Khalip)