Fifa pode usar estilo olímpico para decidir sede da Copa-2018

segunda-feira, 26 de novembro de 2007 15:06 BRST
 

JOHANNESBURGO (Reuters) - A Fifa pode usar um formato similar ao do Comitê Olímpico Internacional (COI) para descartar alguns dos países que querem organizar o Mundial de 2018, informou na segunda-feira o presidente da entidade que controla o futebol mundial, Joseph Blatter.

O dirigente, que falou na Soccerex, a conferência internacional de futebol, disse que já existem tantos países que afirmam estar interessados ou que espera-se que apresentem propostas para 2018, que pode haver a necessidade de uma "eliminação preliminar" para reduzir o número de candidatos.

"Estamos em 2007, mas a corrida para o Mundial de 2018 já começou com vários países interessados", declarou Blatter.

"Já escutamos que Estados Unidos, México, Canadá, uma candidatura combinada de Bélgica e Holanda, Rússia e, claro, Inglaterra estão interessados. Não esqueçam da Espanha e talvez China, Austrália e Japão."

O suíço se mostrou preocupado com a situação. "Poderíamos ter oito ou nove candidaturas para 2018 e ainda nem se disputou a Copa de 2010", afirmou.

"Se realmente houver tantos candidatos como parece, teremos que fazer como o COI e ter uma eliminação preliminar para seguir adiante com os que nos oferecem as garantias adequadas", completou.

Blatter disse que a decisão para 2018 acontecerá em 2011, mas acrescentou que a Fifa consideraria uma revisão nos procedimentos de seleção.

Somente uma vez uma candidatura não foi considerada pela Fifa. Isso aconteceu com a proposta da Líbia para 2010, que foi desclassificada na manhã antes da votação, já que ela não havia dado garantia sobre a participação de Israel.

O Mundial de 2010 será disputado na África do Sul, enquanto o de 2014 acontecerá no Brasil.

(Por Mike Collett)