Ásia pode se unir por proposta da Austrália por Copa de 2018

segunda-feira, 26 de novembro de 2007 17:25 BRST
 

Por Julian Linden

SYDNEY (Reuters) - A Ásia pode unir forças para apoiar uma campanha da Austrália à Copa do Mundo de 2018, disse nesta segunda-feira o presidente da confederação de futebol do continente, Mohamed Bin Hammam.

O dirigente disse que após o sucesso da Copa do Mundo de 2002 em Coréia do Sul e Japão, a Ásia merece organizar o Mundial de 2018, mas adiantou que a única chance de vencer a concorrência da Europa seria com uma proposta única.

"Como confederação, temos que ir com uma candidatura única, não podemos ter duas ou três... não poderemos suportar isso", disse Bin Hammam, presidente da Confederação Asiática de Futebol, durante visita a Sydney.

"Teríamos que chegar a um estágio em que vamos ter que decidir quem tem a melhor chance e aconselhar os outros interessados a retirar sua proposta em benefício do outro."

"Se tivermos uma proposta, toda a Ásia pode lutar por essa candidatura, mas se houver duas ou mais propostas, será muito difícil."

Bin Hammam disse que não tem preferências por um país asiático para concorrer, mas acrescentou que a Austrália, único membro da CAF que já declarou interesse em concorrer ao Mundial, era um candidato valioso.

"Eu não hesitaria em convidar todos os outros países a apoiar uma candidatura da Austrália. Acho que temos uma chance se tivermos uma candidatura e eu ficaria feliz com uma proposta da Austrália."