Fabregas vence disputa dos camisas 10 e leva Espanha à final

quinta-feira, 26 de junho de 2008 20:15 BRT
 

Por Mitch Phillips

VIENA (Reuters) - O Barcelona fez uma proposta pelo número 10 que esperava ver iluminar a semifinal da Euro 2008 desta quinta-feira, mas que acabou eliminado. Foi o espanhol Fabregas, e não o russo Arshavin, quem decidiu a partida.

O Zenit de São Petersburgo de Arshavin afirmou que o Barça fez uma oferta pelo meia e ele jogou nesta quinta-feira como se tentasse impressionar seus potenciais compradores, driblando em excesso e perdendo a bola por diversas vezes.

Fabregas, no entanto, que deixou o Barça quando tinha 16 anos, agarrou a chance jogando mais do que de costume, após entrar na partida aos 35 minutos após a lesão do atacante David Villa. Ele foi a peça chave da vitória da Espanha por 3 x 0.

A Espanha já parecia mais afiada do que na apresentação nas quartas-de-final sem gols contra a Itália, mas a entrada de Fabregas fez a diferença.

Com cinco meias, os espanhóis rapidamente tomaram o controle da partida que estava equilibrada após bons momentos para as duas equipes.

Xavi, que atravessou o meio de campo pouquíssimas vezes contra a Itália, apareceu no ataque para iniciar e concluir a jogada que colocou a Espanha na frente aos 5 minutos do segundo tempo.

Fabregas, que converteu o pênalti decisivo na disputa contra a Itália, obrigou o goleiro russo Igor Akinfeyev a fazer uma defesa espetacular com um tiro de 25 metros de distância.

Mas foi um inteligente passe de primeira que deixou o atacante Daniel Guiza tranquilo para marcar o segundo gol da Espanha, que coroou a contribuição do camisa 10 espanhol no molhado gramado de Viena e encerrou efetivamente a partida.