Eriksson não deve continuar no Manchester City, diz empresário

terça-feira, 29 de abril de 2008 13:17 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Sven-Goran Eriksson não deve continuar como técnico do Manchester City na próxima temporada, disse seu agente nesta terça-feira.

A imprensa britânica especula que o ex-treinador da seleção inglesa está próximo de pedir demissão ou ser demitido após o dono do clube, o tailandês Thaksin Shinawatra, ter dito este mês que estava insatisfeito com as últimas exibições da equipe e que queria mudanças.

Perguntado se o sueco ainda estará à frente da equipe no início da próxima temporada, o empresário de Eriksson, Athole Still, disse ao Sky Sports News: "Isso parece contra as apostas."

Eriksson, que é popular com os torcedores após uma boa primeira temporada na equipe, que incluiu duas vitórias sobre o rival e líder do Campeonato Inglês Manchester United, disse que encontrou com Thaksin no fim de semana, mas não deu detalhes sobre as conversas.

"O presidente e eu conversamos no fim de semana, mas eu não quero comentar mais nada", disse ele em comunicado no site oficial do clube.

"O jogo com o Liverpool no domingo é mais importante, e nós estamos trabalhando muito duro para nos prepararmos adequadamente para a viagem ao Anfield e para o nosso último jogo da temporada contra o Middlesbrough."

De acordo com o agente, as conversas entre o técnico e o dirigente não foram muito boas.

"Não está parecendo bem. Com certeza, não houve a melhor das conversas entre ele e o senhor. Shinawatra", afirmou.

Thaksin comprou o City no ano passado, após ter sido deposto do cargo de primeiro-ministro em um golpe militar, e contratou Eriksson como treinador.   Continuação...