Técnico do Arsenal pede que árbitros protejam mais jogadores

sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008 14:30 BRT
 

Por Timothy Collings

LONDRES (Reuters) - O técnico do Arsenal, Arsene Wenger, pediu que os árbitros dêem maior proteção aos jogadores após o atacante do clube Eduardo da Silva ter sofrido uma fratura na perna durante partida do Campeonato Inglês no fim de semana passado.

"Se um time comete três vezes mais carrinhos faltosos que os outros, então ele deve ser punido", disse Wenger a repórteres, nesta sexta-feira.

"Não estou pedindo tratamento especial. Os árbitros têm que encontrar uma resposta. Eu não quero entrar no que é certo ou errado."

O brasileiro naturalizado croata Eduardo fraturou a fíbula esquerda e deslocou o tornozelo após um carrinho violento do zagueiro do Birmingham City Martin Taylor durante empate de sábado por 2 x 2.

Wenger disse que seu time cometeu o menor número de faltas na Inglaterra nos últimos três anos, uma afirmação confirmada pela empresa de estatísticas OPTA Sportsdata.

O Arsenal foi gravemente afetado, segundo Wenger, pela lesão de Eduardo, e o técnico disse que a lesão que encerra a temporada do atacante não é a primeira do tipo a acontecer um com atleta da equipe.

"(Abou) Diaby ficou fora por nove meses no fim da temporada passada, após um carrinho muito duro."

Wenger disse que ainda não viu Eduardo, que foi inicialmente levado a um hospital de Birmingham antes de ser transferido para sua casa em Londres, mas disse que as primeiras reações após a cirurgia realizada no jogador eram boas.

"O mais importante é que ele não tem sinais de qualquer infecção", disse Wenger.