Equipes da Fórmula 1 formam associação para negociar com FIA

terça-feira, 29 de julho de 2008 17:38 BRT
 

MILÃO (Reuters) - As equipes da Fórmula 1 decidiram formar uma nova associação para negociar com a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e os detentores dos direitos comerciais da categoria sobre o novo desenho do esporte, informou a atual campeã Ferrari nesta terça-feira.

Os chefes das dez equipes atualmente disputando o campeonato se reuniram na sede da Ferrari, em Maranello, junto com o empresário-chefe da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, e Donald McKenzie, da CVC, empresa dona dos direitos comerciais.

A Ferrari disse em comunicado que a reunião foi "extremamente construtiva". "As equipes consequentemente concordaram de maneira unânime que vão estabelecer a nova Associação das Equipes de Fórmula 1 para trabalhar com a FIA e a FOM (Formula Onde Management) para negociar sobre os regulamentos e as condições comerciais que vão estabelecer o cenário para um esporte forte e dinâmico", acrescentou a Ferrari.

Um porta-voz da Ferrari informou que ainda não foi tomada nenhuma decisão sobre quem estará à frente da associação, caso seja necessária uma figura responsável.

As equipes ainda precisam assinar um "Acordo de Concordância" -- documento confidencial que regulamenta o bilionário esporte -- que tem a participação também da FIA e da FOM, que é administrada por Ecclestone.

Entre os presentes à reunião, presidida pelo chefe da Ferrari Luca di Montezemolo, esteve o chefe da McLaren, Ron Dennis, e o chefe-executivo da escuderia, Martin Whitmarsh.

Ferrari e McLaren travaram uma batalha judicial recentemente após um escândalo de espionagem que custou à equipe apoiada pela Mercedes uma multa de 100 milhões de dólares e a exclusão do Mundial de Construtores de 2007, após dados da Ferrari terem sido encontrados na casa de um mecânico da McLaren.

Para o diretor da Renault, Flavio Briatore, a Fórmula 1 precisa de uma revisão para que as equipes tenham maior participação na condução da categoria.

"Não há um projeto para a Fórmula 1, a equipe se sente abandonada", disse Briatore ao jornal Gazzetta dello Sport, antes de comparecer ao encontro.

"A Fórmula 1 precisa de um novo projeto. Eu acredito que as equipes tenham que decidir."

Briatore destacou os custos e o número de corridas como duas das principais questões a serem discutidas. Fazer com que os grande prêmios sejam mais um show também é algo que está em sua agenda.

 
<p>Foto de arquivo do piloto da Ferrari Kimi Raikkonen durante treino na Alemanha. As equipes da F&oacute;rmula 1 decidiram formar uma nova associa&ccedil;&atilde;o para negociar com a Federa&ccedil;&atilde;o Internacional de Automobilismo (FIA) e os detentores dos direitos comerciais da categoria sobre o novo desenho do esporte, informou a atual campe&atilde; Ferrari nesta ter&ccedil;a-feira. Photo by Wolfgang Rattay</p>