Ventos fortes adiam escalada da tocha ao Monte Everest

quarta-feira, 30 de abril de 2008 10:57 BRT
 

Por Nick Mulvenney

ACAMPAMENTO BASE DO EVEREST (Reuters) - A tocha olímpica dos Jogos de Pequim não chegará ao topo do Monte Everest pelo menos pelos próximos quatro dias devido a condições climáticas desfavoráveis na montanha mais alta do mundo, disseram os organizadores nesta quarta-feira.

A chama que está no Everest não é a mesma que participa de um revezamento internacional e que desembarcou na quarta-feira em Hong Kong, após passagens marcadas por protestos pelo Tibet em cidades como Londres, Paris e San Francisco.

As autoridades estão determinadas a impedir que a parada no Everest, considerada o ponto alto da viagem da tocha, não seja alvo de manifestações.

Yan Xingguo, chefe do serviço meteorológico para a passagem da chama pela montanha mais alta do mundo, colocou a culpa no vento pelo atraso, 100 dias antes do início dos Jogos de Pequim.

"Seria difícil chegar ao topo hoje", disse ele. "Certamente não será possível nos próximos três dias, porque há ventos acima de 30 metros por segundo (108 km/h). De acordo com nossa experiência, podemos escalar ao topo com ventos de 20 metros por segundo.

A falta de informações sobre quando a tocha começará a escalada frustrou os jornalistas convidados pelos organizadores a acompanharam a chama no acampamento base do Everest. Os repórteres estão encarando temperaturas abaixo de zero e sentindo os efeitos nocivos da altitude.

 
<p>Seguran&ccedil;a armado protege o acampamento base do Monte Everest, na Regi&atilde;o Aut&ocirc;noma do Tibete, nesta ter&ccedil;a-feira. Photo by David Gray</p>