Bush deveria pensar em boicotar Pequim-2008, diz Pelosi

segunda-feira, 31 de março de 2008 22:38 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, deveria estudar um boicote à cerimônia de abertura da Olimpíada de Pequim devido à forma como a China lidou com os tumultos no Tibet, afirmou nesta segunda-feira a presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, Nancy Pelosi.

Bush disse que irá à Olimpíada. Na semana passada ele afirmou que comentaria a preocupação com o histórico chinês sobre os direitos humanos em conversas privadas com o presidente Hu Jintao.

"Eu acho que boicotar a cerimônia de abertura, que realmente dá respeito ao governo chinês, é algo que deveria ser mantido na mesa", disse Pelosi em entrevista ao programa "Good Morning America" que será transmitida na terça-feira.

"Eu acho que o presidente pode querer repensar isso mais tarde, dependendo do que outros chefes de Estado fizerem", afirmou ela.

A repressão da China a protestos contra o governo no Tibet, em março, trouxeram pesadas críticas internacionais e ofuscaram os preparativos para a Olimpíada de Pequim em agosto.

A chanceler alemão, Angela Merkel, afirmou que não vai participar da cerimônia de abertura. O presidente francês, Nicolas Sarkozy, deixou aberta a possibilidade de não ir.

Perguntada sobre a sugestão de Pelosi, uma porta-voz da Casa Branca afirmou que Bush vê a Olimpíada como um evento esportivo e uma importante oportunidade para dar apoio aos atletas norte-americanos.

(Reportagem de Joanne Allen)