Grupo de pára-quedistas vai saltar sobre o monte Everest

terça-feira, 23 de setembro de 2008 10:12 BRT
 

Por Gopal Sharma

ATHMANDU (Reuters) - Dezenas de pára-quedistas vão tentar saltar pela primeira vez sobre o monte Everest, na semana que vem, disseram os organizadores da aventura nesta terça-feira.

Pelo menos 34 pára-quedistas de 14 países, incluindo Grã-Bretanha, Estados Unidos, Canadá, Dinamarca e Nova Zelândia, planejam saltar de um avião 140 metros acima do cume do Everest, no dia 2 de outubro.

Depois de aterrissar no cume, a 8.850 metros de altura, os pára-quedistas planejam, caso o tempo permita, experimentar uma queda livre de um minuto, antes de abrir os pára-quedas e deslizar pelo ar por 8 a 10 minutos. Então, eles pousarão em uma área a 3.764 metros do solo.

"Este será a aventura mais importante no Himalaia desde 1953", disse Nigel Gifford, dono da empresa britânica High & Wild, que organizou a equipe.

"Cair à frente do monte Everest, com quatro das outras montanhas mais altas do mundo em volta, é uma experiência excepcional", disse Gifford, de anos 62, que escalou o Everest, a montonha mais alta do mundo, em 1976. "Isso nunca foi feito antes".

O monte Everest foi escalado pela primeira vez pelo neozelandês Edmund Hillary e por Tenzing Norgay Sherpa, há 55 anos.

Cada participante levará uma máscara de oxigênio e carregará um pára-quedas maior do que o normal, para ajudá-los a descer mais rápido pelo ar rarefeito do local.

"É uma grande aventura, é uma aventura realmente histórica", disse Per Wimmer, participante da aventura de 40 anos.

Wimmer ressaltou que o plano não está livre de riscos. O frio intenso e o mau funcionamento das máscaras de oxigênio são dois dos riscos que eles correm. Também há a possibilidade de os pára-quedistas não encontrarem o ponto certo para pousar.