24 de Setembro de 2008 / às 14:11 / 9 anos atrás

Hamilton conta com a chuva em GP noturno de Cingapura

Por Ossian Shine

<p>Vista a&eacute;rea de parte iluminada do novo circuito de rua da F&oacute;rmula 1 em Cingapura. REUTERS/Tim Chong</p>

CINGAPURA (Reuters) - Depois de ver seu apelo rejeitado pela corte da Federação Internacional de Automobilismo, o líder do campeonato de Fórmula 1, Lewis Hamilton, vai olhar esperançoso para o céu neste fim de semana torcendo para se livrar de Felipe Massa no Grande Prêmio de Cingapura.

O recurso do piloto da McLaren pedindo que ele fosse declarado vencedor do GP da Bélgica foi rejeitado em Paris, na terça-feira. Hamilton caiu para a terceira colocação na corrida do dia 7 de setembro por cortar caminho por cima de uma chicane.

Como resultado, o britânico larga na primeira prova noturna da categoria, no domingo, com 78 pontos no Mundial, enquanto Massa, da Ferrari, soma 77.

O inédito circuito de rua trará uma série de desafios aos pilotos, mas o clima tropical de Cingapura pode ser decisivo, mais do que a iluminação artificial ou alterações no sono, e deve favorecer o piloto da McLaren.

Desde domingo tem chovido forte à noite e os meteorologistas locais prevêem cinqüenta por cento de chances de chuva no próximo final de semana.

Hamilton triunfou em meio à chuva e ao caos no circuito de rua de Mônaco e é tido como um grande talento em pista molhada. Certamente uma prova nessas condições em Cingapura parece lhe servir mais do que a seus rivais mais próximos.

TRANQUILO E CONFIANTE

O piloto de 23 anos estava relaxado e confiante ao chegar à cidade do sul asiático na noite da terça-feira, brincando e rindo com os torcedores em uma festa de recepção exclusiva.

Ele disse aos convidados estar concentrado e ansioso pelos desafios da corrida de Cingapura, e mais tarde prometeu deixar para trás o recurso rejeitado.

“As pessoas provavelmente esperam que eu fique deprimido com o resultado, mas não sou assim”, disse ele em comunicado da McLaren.

“Tudo que quero fazer agora é seguir adiante naquilo que nós pilotos fazemos de melhor -- competir uns com os outros.”

Hamilton não somente é considerado um piloto mais competente na chuva do que seu rival brasileiro, mas uma corrida assim pode ajudar a McLaren por mais uma razão.

A Ferrari tem sofrido para aquecer seus pneus ao nível ideal nas provas deste ano, e este vai ser um problema ainda maior sob chuva e à noite, quando as temperaturas da pista estão mais baixas.

Hamilton e a McLaren provavelmente preferem chuva nos três dias. Como em Mônaco e Valência, o circuito apertado de Cingapura não deve dar muitas oportunidades de ultrapassagem, e garantir a pole position no treino de sábado será crucial.

Massa não deve ignorar que seu pior resultado no ano foi sob chuva e vento no GP da Inglaterra, onde ele rodou várias vezes e terminou na 13a colocação.

“Eu preferia que estivesse seco em Cingapura”, disse Massa depois de um último dia de testes sob chuva no circuito italiano de Mugello, na semana passada.

“Mas podemos nos sair bem e fazer uma boa corrida com chuva também.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below