Kubica vê Cingapura como melhor chance da reacender disputa

quinta-feira, 25 de setembro de 2008 11:10 BRT
 

CINGAPURA (Reuters) - O piloto polonês Robert Kubica, da BMW-Sauber, tem uma montanha a escalar para alcançar Lewis Hamilton na liderança do campeonato de Fórmula 1, e vê o Grande Prêmio de Cingapura como sua melhor chance de encurtar a vantagem de 14 pontos do adversário da McLaren.

Kubica, terceiro na classificação atrás de Hamilton e de Felipe Massa a quatro provas do final da temporada, está empolgado com o desafio da primeira corrida noturna da Fórmula 1 pelas ruas estreitas de Cingapura.

"Dizem que é uma corrida noturna, mas para os pilotos vai estar bastante iluminado", disse o piloto polonês a repórteres, nesta quinta-feira.

"Não espero nenhum problema, mas nunca se sabe como os olhos irão reagir."

O piloto, de 23 anos, disse que vai aprender o circuito de 5.067 quilômetros durante os treinos, mas rejeitou preocupações sobre a dificuldade que os pilotos poderiam ter para se adaptar à pista desconhecida e ao clima tropical de Cingapura.

Se por um lado as ruas da cidade-estado estarão iluminadas por 1.500 refletores a um nível quatro vezes mais brilhante que um estádio de futebol um aguaceiro tropical pode transformar a corrida noturna em uma loteria.

"Vamos ter bastante tempo para conhecer a pista (durante os treinos) na sexta-feira", disse Kubica.

"Se, depois de três horas de treino, um piloto não entender a pista, então há algo errado", disse.

"Cingapura é a melhor oportunidade nas últimas quatro provas para marcar pontos importantes, então se meu carro melhorar será bem mais fácil desafiar Hamilton e Massa."

 
<p>Piloto polon&ecirc;s da BMW-Sauber Robert Kubica concede entrevista coletiva em Cingapura, nesta quinta-feira. REUTERS/Tim Chong</p>