Dunga aposta em volta de Kaká e deixa Ronaldinho fora da seleção

quinta-feira, 25 de setembro de 2008 16:22 BRT
 

Por Pedro Fonseca

RIO (Reuters) - O técnico Dunga adiou para 2009 a possível repetição na seleção brasileira da dupla formada por Ronaldinho e Kaká no Milan, ao deixar o gaúcho de fora da lista de convocados para os próximos jogos do Brasil, contra Venezuela e Colômbia, em outubro, quando Kaká voltará ao time após ausência de 11 meses.

De volta aos gramados pelo clube italiano após ter sido submetido a uma cirurgia no joelho em maio, Kaká era nome praticamente certo na lista divulgada nesta quinta-feira para as partidas das eliminatórias para a Copa de 2010, mas a ausência de Ronaldinho foi a grande surpresa da convocação.

O jogador, que trocou o Barcelona pelo Milan nesta temporada, foi capitão do Brasil na Olimpíada de Pequim e titular nos dois últimos jogos das eliminatórias -- 3 x 0 contra Chile e 0 x 0 com a Bolívia. Ronaldinho, entretanto, amargou a reserva nos últimos jogos do Milan, entrando apenas no segundo tempo.

"O Ronaldo é um jogador que a gente confia muito, aposta nele. Ele teve um período muito bom conosco na Olimpíada, é normal agora que ele trocando de clube precisasse de um tempo de treinamento. Agora ele vai ter um tempo maior para melhorar e treinar", afirmou Dunga, em entrevista coletiva, na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no Rio de Janeiro.

"Vamos fazer de tudo para que ele retorne a ser o Ronaldo que todos conhecem", acrescentou o técnico, após anunciar a lista de 22 jogadores para os jogos com a Venezuela, fora de casa, no dia 12 de outubro, e depois com a Colômbia, no dia 15, no Maracanã.

PATO TAMBÉM VOLTA

As últimas duas partidas do Brasil em 2008, que podem ser decisivas para o futuro do técnico Dunga à frente da equipe depois do frustrante empate por 0 x 0 com a Bolívia no estádio Engenhão, serão as primeiras de Kaká com a camisa da seleção brasileira no ano.

O meia já havia sido convocado em outras oportunidades, porém acabou cortado devido a diferentes contusões. A última partida de Kaká pelo Brasil foi em novembro de 2007, na vitória por 2 x 1 sobre o Uruguai, no Morumbi, também pelas eliminatórias.   Continuação...

 
<p>Kak&aacute; comemora gol contra Lazio no San Siro. O t&eacute;cnico Dunga adiou para 2009 a poss&iacute;vel repeti&ccedil;&atilde;o na sele&ccedil;&atilde;o brasileira da dupla formada por Ronaldinho e Kak&aacute; no Milan, ao deixar o ga&uacute;cho de fora da lista de convocados para os pr&oacute;ximos jogos do Brasil, contra Venezuela e Col&ocirc;mbia, em outubro, quando Kak&aacute; voltar&aacute; ao time ap&oacute;s aus&ecirc;ncia de 11 meses. 21 de setembro.REUTERS/Alessandro Garofalo (ITALY) (Newscom TagID: rtrphotosthree715296) [Photo via Newscom]</p>