Platini pede que Ucrânia e Polônia acelerem obras da Euro-2012

sexta-feira, 26 de setembro de 2008 11:27 BRT
 

Por Darren Ennis

BORDEAUX, França (Reuters) - Ucrânia e Polônia ainda podem perder o direito de sediar a Eurocopa de 2012, a menos que os preparativos sejam acelerados, disse o presidente da Uefa, Michel Platini, nesta sexta-feira.

"O comitê-executivo econfirmou o compromisso da Uefa de organizar a Euro 2012 na Polônia e na Ucrânia", disse Platini em entrevista coletiva, em Bordeaux.

"Ao mesmo tempo, o comitê ressaltou que uma série de condições devem ser atendidas para levar adiante todo o projeto."

Quando indagado se a Ucrânia e a Polônia ainda podem perder o direito de sediar o torneio se não atenderem a essas condições, Platini disse: "Sim, a finalização dos estádios de Kiev e Varsóvia continua a ser um elemento essencial do projeto como um todo."

"Sem eles, não podemos ter um torneio. Vamos ter estádios maravilhosos, mas nos prometeram hotéis e aeroportos, e não vamos ter aeroportos. Prometeram estradas. Os governos de Kiev e Varsóvia precisam cumprir", disse Platini.

A Uefa também disse que pode reduzir o número de estádios a serem usados a um mínimo de seis e um máximo de oito, à luz da lentidão dos progressos.

Polônia e Ucrânia receberam o alerta depois que o comitê executivo da Uefa se encontrou em Bordeaux, na França, para discutir um relatório de progresso sobre os preparativos para o torneio.

"Estou contente com a decisão, significa que podemos continuar com nossos preparativos", disse Grigoriy Surkis, presidente da Federação Ucraniana de Futebol, à Reuters.

"Disseram-nos para acelerar nossos esforços no tocante à infra-estrutura, mas mostramos progresso suficiente para satisfazer a Uefa por hora."