28 de Setembro de 2008 / às 17:05 / 9 anos atrás

Alonso obtém vitória memorável em GP noturno de Cingapura

<p>O piloto espanhol de F&oacute;rmula 1, Fernando Alonso, comemora vit&oacute;ria no Grande Pr&ecirc;mio de Cingapura. Alonso conseguiu o milagre que queria neste domingo, quando o bicampe&atilde;o da Renault venceu contra toda a probabilidade um GP de Cingapura repleto de incidentes.Tim Wimborne (SINGAPORE)</p>

Por John O'Brien

CINGAPURA (Reuters) - Fernando Alonso conseguiu o milagre que queria neste domingo, quando o bicampeão da Renault venceu contra toda a probabilidade um GP de Cingapura repleto de incidentes.

Se a sorte conspirou contra ele no sábado, quando um problema no suprimento de combustível deixou o espanhol na 15 posição no grid de largada de uma corrida de difícil ultrapassagem, os deuses da noite lhe sorriram.

No sábado ele disse precisar de um milagre para vencer - e aconteceu.

"Na verdade, eu esperava mais pela chuva, já que dá para conseguir umas boas posições nessas condições", disse Alonso aos repórteres após obter sua primeira vitória desde o GP da Itália no ano passado ainda pela McLaren.

"Em pista seca, normalmente só se consegue uma ou duas posições de onde largou, ou mesmo perder igual número de posições."

Não choveu na primeira e dramática corrida noturna da modalidade transcorria, mas entrou água na comemoração de Felipe Massa, que teve uma noite repleta de infortúnios que arruinaram suas chances de vitória.

Um pitstop desastroso enquanto o safety car estava na pista, depois da batida de Nelsinho Piquet na 15 volta, fez Massa cair da primeira para a última posição num piscar de olhos.

A desgraça do brasileiro aumentou ainda mais quando ele recebeu uma punição 'drive-through' pelo incidente.

MAIS PUNIÇÕES

Alonso havia ido para o box antes da entrada do safety car e conseguiu conquistar várias posições até assumir a liderança, depois que outras duas punições foram impostas a seus rivais principais por ir ao box quando a pista de acesso estava fechada.

Depois disso o espanhol passeou até receber a bandeira quadriculada em um triunfo memorável.

"Sem o safety car, eu poderia ter terminado na mesma posição", disse Alonso.

"Os freios estavam superaquecendo durante o final de semana, por isso eu cheguei cedo e escolhemos os pneus certos para a corrida. Obviamente todas essas coisas contaram a nosso favor."

Alonso, cortejado por outras equipes e com um futuro incerto na Renault, se recusou a considerar a vitória uma virada faltando três corridas para o final desta que tem sido para ele uma temporada infeliz.

"Vamos descobrir rápido se o carro melhorou em Fuji (no GP do Japão no dia 12 de outubro), porque não podemos esquecer que esta é uma pista muito especial", acrescentou.

"É um circuito de rua, como Mônaco, curva atrás de curva em marcha baixa e num asfalto escorregadio. Acho que em um circuito normal, talvez possamos ver o potencial do carro um pouco melhor do que numa pista como esta."

"Mas o carro está melhorando e estamos chegando mais perto da pole position nos treinos classificatórios e das grandes equipes. Talvez isso apareça mais porque não estávamos no nível ideal no começo da temporada."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below