Zenit nega que vitória sobre Bayern na Uefa tenha sido comprada

quinta-feira, 2 de outubro de 2008 10:11 BRT
 

MOSCOU (Reuters) - O Zenit de São Petersburgo negou nesta quinta-feira qualquer envolvimento com uma suposta tentativa da máfia russa de comprar o resultado da semifinal da Copa da Uefa da última temporada contra o Bayern de Munique.

Fontes judiciais na Espanha disseram à Reuters, na quarta-feira, que um juiz do país enviou a autoridades alemãs gravações que revelariam uma tentativa de suborno.

O Zenit, atual campeão russo, goleou o Bayern por 4 x 0, em casa, no jogo de volta do confronto, selando a vitória de 5 x 1 no placar somado da semifinal. Na decisão, os russos derrotaram o Glasgow Rangers, da Escócia

"Não há nada para comentar porque, mesmo que haja uma investigação, o Zenit não tem nada a ver com isso", disse Alexei Petrov, porta-voz do time, à Reuters.

"Não temos nada a ver com quem quer que seja suspeito de estar por trás disso, seja a máfia russa ou qualquer outra", acrescentou Petrov.

Em um comunicado divulgado no site do clube na quarta-feira, o Zenit diz que sua performance nas partidas contra o Bayern e o Rangers "são a melhor prova de que as vitórias foram obtidas de forma honesta".

O ministro de Esportes da Rússia, Vitaly Mutko, que também é presidente da União de Futebol da Rússia, disse que os boatos são uma tentativa de desmoralizar o futebol do país.

"Não é apenas uma tentativa de desmoralizar o Zenit, mas o Bayern também. O Bayern tem muitos jogadores bons, Kahn, Klose, Toni, Zé Roberto, Lúcio... Como você pode suborná-los?", disse Mutko, que foi presidente do Zenit de 1999 a 2003, à televisão russa.

"Não acho que uma vitória contra o Bayern possa ser comprada".

A Uefa, órgão regulador do futebol europeu, disse na quarta-feira que está ciente da investigação. Já o Bayern informou que não tem informações sobre o relato de compra do jogo.

(Por Gennady Fyodorov)