Raikkonen não consegue explicar "fase negra" de sua carreira

quinta-feira, 2 de outubro de 2008 17:07 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O atual campeão da Fórmula 1, Kimi Raikkonen, da Ferrari, disse nesta quinta-feira que não tinha explicação para a série de quatro corridas sem pontuar que acabou com suas chances de título este ano.

"É difícil encontrar as palavras certas", disse o finlandês ao site da equipe. "Correndo de dia ou de noite, esse definitivamente não foi o meu ano", acrescentou.

"É óbvio que estou muito triste com essa situação. Eu não consigo explicar esse período negro", afirmou Raikkonen, que abandonou o Grande Prêmio de Cingapura, no último fim de semana, quando estava em quinto lugar, depois de um acidente.

Raikkonen disse que havia perdido muito tempo no último treino de sábado com um problema no volante, o que comprometeu sua classificação.

O finlandês afirmou que a pressão dos pneus estava muito baixa no começo da corrida, e sua situação ficou ainda mais prejudicada quando ele teve que ir para os boxes imediatamente atrás do brasileiro Felipe Massa, depois da entrada do safety car na pista.

Raikkonen ainda conseguiu a volta mais rápida da corrida antes de passar por cima da zebra e bater no muro enquanto perseguia o piloto Timo Glock, da Toyota.

"Novamente, tivemos a velocidade certa em Cingapura mas não quando ela era realmente necessária", afirmou. "As voltas mais rápidas da corrida não valem muito se você não combiná-las com a situação em que realmente contam".

Raikkonen está em quarto lugar no campeonato da F1, 27 pontos atrás do líder do campeonato, Lewis Hamilton, da McLaren, com o máximo de 30 pontos ainda em disputa para um único piloto nas últimas corridas.

(Reportagem de Alan Baldwin)