Argentinos Messi e Aguero travam duelo esperado na Espanha

sexta-feira, 3 de outubro de 2008 14:10 BRT
 

MADRI (Reuters) - Atlético de Madri e Barcelona farão neste fim de semana um dos duelos mais esperados do Campeonato Espanhol, colocando frente a frente os dois atacantes em melhor fase na competição: os argentinos Lionel Messi e Sérgio 'Kun' Aguero.

"Há muitos grandes jogadores, e não devemos pensar apenas no duelo Kun-Messi", disse Messi à imprensa sobre seu amigo e companheiro na seleção argentina.

O atacante do Barcelona previu uma partida muito dura e lembrou que o Atlético é um rival complicado.

"O Atlético já está demonstrando ser uma grande equipe, inclusive na Liga dos Campeões", declarou.

Ambas as equipes chegam ao encontro de sábado no Camp Nou depois de vitórias na Liga dos Campeões que as deixaram na liderança de seus grupos, e separados apenas por um ponto na liga espanhola. O Barcelona é o quinto colocado, com 10 pontos, empatado com o Almeria, enquanto o Atlético é o sétimo.

Nesta semana, a equipe catalã conseguiu vencer o Shakhtar Donetsk, na Ucrânia, com dois gols de Messi, que entrou na segundo tempo. O Atlético derrotou o Olympique de Marselha, em Madri, e espera se recuperar no Espanhol depois de uma partida ruim em casa diante do Sevilla, no fim de semana passado.

O treinador da equipe madrilenha, o mexicano Javier Aguirre, acredita que tem opções para vencer no campo do Barcelona.

"Nós temos nosso potencial e o teremos para ganhar lá. Sem espaço para dúvidas. Que ninguém tenha dúvidas de que iremos com tudo", declarou o técnico alvirrubro.

O Real Madrid, terceiro na tabela e a um ponto do líder, o Valencia, recebe no domingo no Santiago Bernabéu o Espanyol, enquanto o Valencia joga fora de casa contra o Valladolid.

 
<p>O atacante S&eacute;rgio Aguero comemora gol marcado contra o Olympique de Marselha. Atl&eacute;tico de Madri e Barcelona colocar&atilde;o frente a frente os dois atacantes em melhor fase na Espanha: os argentinos Lionel Messi e S&eacute;rgio 'Kun' Aguero. 1 de outubro.REUTERS/Andrea Comas</p>