October 7, 2008 / 10:44 PM / in 9 years

Dunga comemora volta de Kaká e busca formação para ataque

4 Min, DE LEITURA

SÃO PAULO (Reuters) - Com Kaká de volta, a seleção brasileira iniciou nesta terça-feira os treinos para enfrentar Venezuela e Colômbia pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2010. O técnico Dunga, feliz com a retorno do meio do Milan após quase um ano, busca uma nova formação para o ataque.

Nos últimos jogos do Brasil --vitória contra Chile e empate sem gols com a Bolívia--, o meio-campo foi formado por Diego e Ronaldinho Gaúcho, enquanto Robinho e Luis Fabiano foram os atacantes. Destes quatro, apenas Robinho está no grupo para os jogos dos dias 12, na Venezuela, e 15, no Rio de Janeiro.

Por outro lado, Kaká está de volta depois de quase um ano. O último jogo dele pela seleção foi em novembro, na vitória de 2 x 1 sobre o Uruguai.

"Todos nós gostaríamos de contar sempre com o Kaká, infelizmente ele ficou um tempo afastado por lesão. É mais do que normal que ele volte com a motivação de sempre, com a mesma determinação e alegria de estar na seleção", disse Dunga em entrevista coletiva na Granja Comary, em Teresópolis (RJ).

"Espero que o Kaká seja só o Kaká, nada mais do que isso", acrescentou.

Para jogar ao lado de Kaká os candidatos a titular são Mancini, Elano e Anderson. No ataque, Adriano, Alexandre Pato e Jô disputam uma vaga para ser o companheiro de Robinho.

Luis Fabiano, que vinha sendo titular, foi cortado por lesão. Já Diego, suspenso do jogo contra os venezuelanos, e Ronaldinho, ainda em busca de sua melhor forma física, nem foram convocados.

"Atrapalha o fato de não conseguirmos manter a equipe. Então a gente vai trabalhar e posicionar os jogadores da melhor forma possível, cada um dentro do setor onde melhor se adapta", disse Dunga.

Além de Luis Fabiano, foram cortados por contusão o meia Júlio Baptista e o zagueiro Alex Costa.

O treinador afirmou ainda que quando a seleção tem um tempo de treinamento maior, com 15 dias no mínimo, consegue mostrar um bom futebol.

"A gente tem que buscar o equilíbrio e conseguir manter a mesma equipe por 4, 5 jogos seguidos", disse o técnico, que acredita numa boa sequência do time brasileiro ainda nessas eliminatórias.

Dunga espera que os jogadores estejam em uma forma física melhor do que nas últimas convocações, após o início da temporada européia. "Eles virão com mais ritmo e isso vai facilitar o nosso trabalho, e o rendimento da seleção também vai melhorar."

O Brasil está em segundo lugar na classificação, com 13 pontos, quatro a menos que o líder Paraguai --os quatro primeiros garantem vaga no Mundial da África do Sul.

"Nós alternamos bons jogos com outros um pouco abaixo, o que é normal. Mas com tudo isso estamos em segundo lugar... O mais importante nesse período é a gente classificar para a Copa do Mundo", declarou Dunga, deixando o título das eliminatórias em segundo plano e minimizando a pressão sobre seu trabalho.

"A pressão vai existir sempre. Tem que saber administrar e ter coerência e planejamento. O ambiente da seleção é bom e isso dá tranquilidade."

Texto de Tatiana Ramil

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below