COI vai reexaminar amostras de sangue dos Jogos de Pequim

quarta-feira, 8 de outubro de 2008 12:15 BRT
 

ATENAS (Reuters) - O Comitê Olímpico Internacional informou nesta quarta-feira que vai testar novamente todas as amostras de sangue colhidas de atletas durante as Olimpíadas de Pequim e que estão congeladas, para detectar traços de uma nova geração de doping.

A decisão vem dias depois de uma onda de testes antidoping positivos, envolvendo amostras congeladas de ciclistas que participaram da Volta da França, em julho.

O COI procurará especialmente pelas substância EPO CERA, uma nova droga que potencializa a performance dos atletas que foi encontradas nas amostras dos ciclistas, disse o comitê.

"O COI pretende reexaminar neste fim de semana as amostras coletadas durante os Jogos de Pequim", disse a porta-voz do COI, Emmanuelle Moreau.

"Entre as substâncias que serão testadas para todos os esportes, está a EPO CERA".

A substância melhora o sistema de distribuição de oxigênio pelo sangue de forma mais duradoura.

"Todas as mostras estão sendo repatriadas para um laboratório credenciado pela Agência Mundial Antidoping em Lausanne, onde as amostras olímpicas são geralmente armazenadas depois dos Jogos", disse Moreau.

"Os detalhes do procedimento de testes estão sendo discutidos com a agência (antidoping)".

O COI só obteve poucos resultados positivos em Pequim, depois de uma grande campanha contra o doping, para evitar que os Jogos fossem marcados por trapaças.

Este ano, foi implementado o maior programa de testes antidoping da história dos Jogos, com mais de 5 mil testes durante a Olimpíada e muitos antes de seu início, conduzidos nacional e internacionalmente.

(Por Karolos Grohmann)