11 de Outubro de 2008 / às 14:15 / em 9 anos

F1-Hamilton conquista a pole no Japão; Massa é o quinto

Por Alastair Himmer

<p>Carro do piloto,Lewis Hamilton em sess&atilde;o de treino do Grande Pr&ecirc;mio do Jap&atilde;o de F&oacute;rmula 1, dia 11 de outubro. Lewis Hamilton, da McLaren, ampliou suas chances de conquistar o t&iacute;tulo mundial da F&oacute;rmula 1 na madrugada deste s&aacute;bado ao conquistar a pole position para o Grande Pr&ecirc;mio do Jap&atilde;o, que ser&aacute; disputado no domingo, enquanto Felipe Massa, da Ferrari, conseguiu se classificar apenas na quinta coloca&ccedil;&atilde;o. REUTERS/Kim Kyung-Hoon (JAPAN)</p>

FUJI, Japão (Reuters)

Lewis Hamilton, da McLaren, ampliou suas chances de conquistar o título mundial da Fórmula 1 na madrugada deste sábado ao conquistar a pole position para o Grande Prêmio do Japão, que será disputado no domingo, enquanto Felipe Massa, da Ferrari, conseguiu se classificar apenas na quinta colocação.

O britânico, que lidera a classificação geral com sete pontos de vantagem para Massa com três provas restando para o final da temporada, divide a primeira fila em Fuji com Kimi Raikkonen, da Ferrari, após fazer o melhor tempo do treino deste sábado em sua última tentativa.

Seu companheiro de McLaren, Heikki Kovalainen, foi o terceiro mais rápido, com o bicampeão mundial Fernando Alonso, da Renault, que surpreendentemente venceu o GP de Cingapura há duas semanas, largando em quarto.

“Obviamente que o título é o meu objetivo”, disse Hamilton aos repórteres após garantir sua sexta pole do ano e a 12a em sua carreira, que conta com 33 corridas.

“Estamos na posição perfeita para marcar o maior número de pontos que pudermos. Eu apenas tenho de manter o carro na pista e levá-lo de volta para casa”, acrescentou.

Hamilton vencera a corrida em Fuji sob chuva na temporada de sua estréia na categoria no ano passado, abrindo 12 pontos de liderança para seu então companheiro de equipe Alonso, mas jogou suas chances fora nas duas últimas corridas na China e no Brasil.

Raikkonen se aproveitou da oportunidade para tirar a diferença de 17 pontos e se sagrar campeão mundial por apenas um ponto de vantagem, mas as esperanças do finlandês de repetir o feito foram dissipadas após uma série de quatro corridas sem vitória.

Já as esperanças de Massa de se tornar o primeiro brasileiro a conquistar o título mundial desde Ayrton Senna em 1991 sofreram mais um revés na pista.

“Eu era o piloto mais veloz na pista, mas no momento errado”, disse ele. “Acabei terminando em quinto no grid, o que, definitivamente, não é uma posição fácil de estar. Pena”, completou o brasileiro.

RECUPERAÇÃO MILAGROSA

Raikkonen, 27 pontos atrás de Hamilton e apenas matematicamente ainda na disputa pelo título, descartou qualquer chance de outra recuperação milagrosa no campeonato.

“Não estou pensando no campeonato mundial”, disse o finlandês, de volta à primeira fila no grid de largada desde junho. “Nós queremos vencer os dois campeonatos, de pilotos e de construtores. E não será fácil contra as McLarens, mas tentaremos fazer o máximo de pontos possíveis.”

A McLaren está um ponto à frente da Ferrari no mundial de construtores.

Hamilton, que aumentou sua vantagem para Massa depois de terminar em terceiro em Cingapura, enquanto o brasileiro não marcou nenhum ponto na primeira corrida noturna da categoria após uma parada desastrosa no box, almeja se tornar o mais jovem campeão da F1 com 23 anos.

Massa agora precisa de muita sorte após perder duas posições nos momentos decisivos do treino de sábado, quando Kovalainen e Alonso foram mais rápidos.

O brasileiro irá largar ao lado do polonês Robert Kubica, da BMW-Sauber, terceiro no campeonato, mas 20 pontos atrás de Hamilton, com os pilotos da Toyota, o italiano Jarno Trulli e o alemão Timo Glock, ocupando a quarta fila do circuito japonês de propriedade de sua escuderia.

A Toro Rosso ficou com a quinta fila do grid de largada, ocupada por seus pilotos o alemão Sebastina Vettel, vencedor do GP da Itália, e o francês Sebastien Bourdais.

Atrás no grid aparece o único piloto japonês, Kazuki Nakajima, que tirou seu companheiro na Williams, o alemão Nico Rosberg, da 14a colocação em sua estréia correndo em casa.

O brasileiro Nelsinho Piquet, da Renault, largará em 12o lugar. Já Rubens Barrichello sairá na 17a posição com sua Honda.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below