12 de Outubro de 2008 / às 21:08 / 9 anos atrás

Nalbandian bate Soderling e conquista título em Estocolmo

<p>David Nalbandian, da Argentina, levanta seu trof&eacute;u depois de vencer Robin Soderling, da Su&eacute;cia, no torneio aberto ATP de Estocolmo, no dia 12 de outubro- O argentino David Nalbandian controlou seus nervos para vencer o sueco Robin Soderling por 6-2, 5-7 e 6-3, neste domingo, na final do Torneio de Estocolmo em sua primeira participa&ccedil;&atilde;o no evento. . REUTERS/Bob Strong (SWEDEN)</p>

ESTOCOLMO (Reuters) -O argentino David Nalbandian controlou seus nervos para vencer o sueco Robin Soderling por 6-2, 5-7 e 6-3, neste domingo, na final do Torneio de Estocolmo em sua primeira participação no evento.

Este foi o nono título da carreira de Nalbandian, que vai para a Espanha disputar o Masters Series de Madri, do qual é o atual campeão.

“Foi uma grande final, nós dois jogamos uma boa partida”, disse Nalbandian à TV sueca SVT ainda dentro da quadra ao final do jogo.

“Joguei bem durante toda a semana, quase que perfeito em cada jogo aqui. Perdi um set hoje, mas isso faz parte do jogo.”

Jogando bem no fundo de quadra e na rede, o número 7 do mundo arrasou o jogador esperança local no primeiro set.

Nalbandian quebrou o saque de Soderling no primeiro game em uma bola questionável, chamada pelo árbitro, e então tirou vantagem da irritação de seu adversário para quebrar novamente, abrindo uma vantagem de 3-0.

Depois de fechar o primeiro set em 6-2, Nalbandian quebrou de novo o saque do sueco no segundo set e abriu 3-1 no placar, mas viu a qualidade de seu jogo cair.

Liderando por 4-2, o argentino permitiu que Soderling voltasse ao jogo, devolvendo a quebra e conquistando três games consecutivos para fazer 5-4.

Perdendo por 6-5, Nalbandian cometeu um erro de backhand e permitiu que o sueco quebrasse seu saque para fechar o set.

Nalbandian abriu 4-3 no terceiro set e controlou Soderling com seu jogo de fundo de quadra pelo resto da partida.

“Foi difícil. Tive a oportunidade de fechar a partida no segundo set, mas não consegui. No terceiro, foi apertado para nós dois,” acrescentou o argentino, cujo único título no ano até então aconteceu em Buenos Aires, em fevereiro. “Mas, quando eu consegui a quebra, tudo correu perfeitamente para mim,” finalizou.

Reportagem de Oliver Grassman

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below