Seleção argentina passará por teste sem Riquelme contra o Chile

terça-feira, 14 de outubro de 2008 14:51 BRT
 

SANTIAGO (Reuters) - A Argentina finalmente descobrirá se pode ou não jogar sem o criativo meio-campista Juan Roman Riquelme quando enfrentar o Chile, na quarta-feira, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2010.

Riquelme esteve presente em todas as nove partidas da Argentina na campanha das eliminatórias , mas, depois de diversas exibições apáticas, um número crescente de críticos têm pedido para que o técnico Alfio Basile escale a equipe sem o jogador.

Basile, que já confessou publicamente sua admiração pelo ex-jogador de Barcelona e Villarreal, foi forçado pelas circunstâncias a atender o pedido, depois que Riquelme recebeu um segundo cartão amarelo e foi suspenso na vitória por 2 x 1 sobre o Uruguai, no último sábado.

"É claro, é uma grande perda para o time", disse o capitão Javier Zanetti. "Ele é um jogador que pode fazer a diferença no momento, principalmente em um time já montado. Felizmente, temos a sorte de ser um país com uma série de jogadores de alto nível, então não haverá problema para cobrir sua ausência".

O atacante Carlos Tevez também está suspenso, enquanto o artilheiro Sérgio Aguero, o volante Javier Mascherano e o volante Martin Demichelis são dúvidas.

A eventual ausência de Aguero poderia forçar Basile a novamente se curvar diante dos críticos, colocando Diego Milito, um centroavante convencional.

A Argentina finalmente encerrou uma série de seis empates consecutivos no sábado, embora o desempenho da equipe tenha sido sem qualquer brilho.

Com 16 pontos, a seleção argentina é a terceira entre as 10 equipes que disputam as eliminatórias sul-americanas.

A próxima partida colocará Basile diante do ex-técnico da Argentina Marcelo Bielsa, que durante seis anos no comando da equipe quase nunca deu espaço a Riquelme.

Como técnico do Chile, Bielsa apostou corajosamente em um elenco de jovens jogadores. Até agora, sua equipe teve demonstrações de inconsistência, mas ainda assim, está em quarto na tabela das eliminatórias, com 13 pontos.

 
<p>Jogador chileno Claudio Bravo conversa com jornalistas ap&oacute;s treinamento da sele&ccedil;&atilde;o em Santiago. REUTERS/Ivan Alvarado</p>