Exaltado por drible, Robinho defende seriedade contra Colômbia

terça-feira, 14 de outubro de 2008 19:42 BRT
 

Por Pedro Fonseca

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Se a torcida carioca espera que a seleção brasileira entre em campo para dar espetáculo no jogo de quarta-feira contra a Colômbia, no Maracanã, o atacante Robinho tratou de alertar que o mais importante para o time é voltar a vencer um jogo em casa, o que não acontece desde novembro do ano passado.

Jogador de quem se espera os principais lances de efeito na seleção, Robinho foi homenageado com o lançamento de um painel de fotos no estádio que remonta justamente um dos dribles mais bonitos realizados por ele, o "vai pra lá que eu vou pra cá", batizado assim pelo atacante depois de ter deixado um adversário equatoriano perdido na goleada brasileira por 5 x 0, no ano passado.

"Sabemos que a vontade do torcedor é sempre de ver os lances bonitos, mas nós na seleção temos que encarar essa partida com a Colômbia com muita seriedade porque os três pontos são fundamentais nas eliminatórias", afirmou Robinho a jornalistas, nesta terça-feira, após o último treino da seleção para o jogo com os colombianos.

"Mas é claro que o futebol alegre faz parte do meu estilo e do estilo de outros jogadores da seleção. Vamos jogar com objetividade, pensando o tempo todo na vitória, e se tudo der certo, vamos poder deixar o torcedor feliz também", acrescentou.

O Brasil, vice-líder das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010 após o fim do primeiro turno, tem a chance de se redimir com a torcida depois do decepcionante empate por 0 x 0 com a Bolívia, 10a colocada, no mês passado, no Engenhão. No jogo anterior em casa, o clássico com a Argentina, a equipe também empatou sem gols, em Belo Horizonte. Em ambos os jogos, o técnico Dunga foi atacado e a equipe recebeu vaias da torcida ainda no primeiro tempo.

A última vitória brasileira como mandante aconteceu em novembro do ano passado, 2 x 1 contra o Uruguai, em São Paulo, justamente o último jogo do meia Kaká antes de ter passado 11 meses longe da equipe por contusões. Kaká voltou ao time em grande estilo no domingo, ajudando a equipe a vencer a Venezuela, fora de casa, por 4 x 0.

Com Kaká em campo, Robinho encontrou mais espaços contra os venezuelanos e conseguiu marcar dois gols, um de fora e outro de dentro da área. O atacante do Manchester City disse que está motivado para manter o bom momento jogando em casa.

"Agora está na hora de a gente conseguir a segunda vitória consecutiva, e para isso temos que trabalhar bastante amanhã. É um jogo no Maracanã, diante do nosso torcedor, com a família toda na arquibancada, e nosso pensamento é só em vencer esse jogo", declarou Robinho.

 
<p>O jogador da sele&ccedil;&atilde;o brasileira de futebol Robinho controla a bola durante um treino no Maracan&atilde;, no Rio de Janeiro, dia 14 de outubro. Se a torcida carioca espera que a sele&ccedil;&atilde;o brasileira entre em campo para dar espet&aacute;culo no jogo de quarta-feira contra a Col&ocirc;mbia, no Maracan&atilde;, o atacante Robinho tratou de alertar que o mais importante para o time &eacute; voltar a vencer um jogo em casa, o que n&atilde;o acontece desde novembro do ano passado. REUTERS/Bruno Domingos (BRAZIL)</p>