Hamilton vai desperdiçar título outra vez, prevê Briatore

sexta-feira, 17 de outubro de 2008 09:00 BRT
 

MILÃO (Reuters) - Lewis Hamilton vai deixar escapar novamente o título de campeão da Fórmula 1, porque não aprendeu nada com o fracasso do ano passado, segundo Flavio Briatore, diretor da equipe Renault.

"Na minha opinião, Hamilton vai tentar jogar o título fora de novo", disse Briatore na China à edição de sexta-feira do jornal italiano Gazzetta dello Sport.

"Ele e a McLaren foram incríveis no ano passado, pois perder uma liderança de 17 pontos a duas corridas do final é coisa para o Livro Guinness dos Recordes. Agora que ele tem uma liderança de cinco pontos, pode repetir o truque. Para mim, (o brasileiro Felipe) Massa vai ganhar o título."

Hamilton, da McLaren, está 5 pontos à frente de Massa, da Ferrari, e pode ser campeão já no domingo, em Xangai.

No ano passado, porém, ele também chegou à China com chances de título em sua temporada de estréia, mas desperdiçou a vantagem e permitiu que Kimi Raikkonen, da Ferrari, se sagrasse campeão por um ponto no GP do Brasil.

Na semana passada, no Japão, Hamilton fez uma largada agressiva, mas errou na primeira curva, sofreu uma punição, chocou-se com Massa e não pontuou. Sua vantagem então caiu de 7 para 5 pontos.

"Hamilton não aprendeu nada. Vimos isso no Japão", disse Briatore, cujo piloto bicampeão Fernando Alonso, inimigo declarado de Hamilton, venceu as duas últimas provas.

Recentemente, Alonso disse que, se puder, ajudará Massa a ficar com o título.

Briatore sugeriu que falta mais humildade a Hamilton. "Deveriam lhe avisar que ele é um piloto de Fórmula 1, não um marciano. Ele não é o Muhammad Ali. É um jovem que ainda precisa demonstrar seu valor", afirmou o dirigente, comparando o britânico a "bons centroavantes que sempre acertam a trave e o travessão, e a bola nunca entra". "E tem também os que marcam gols, e ele não marcou ainda", completou.

O italiano também criticou a McLaren, multada em 100 milhões de dólares e destituída dos seus pontos no Mundial passado, devido a suspeitas de espionagem contra a Ferrari --num episódio em que sobraram ataques também para a Renault.

"É lógico que torço pela Ferrari, como italiano, como Flavio Briatore, como Renault, pelo relacionamento que temos com a Ferrari. A McLaren nos acusa de espionar, e passamos quatro meses com esse absurdo que nunca existiu."

 
<p>O diretor da equipe Renault, Flavio Briatore (esq), fala com o piloto Nelson Piquet Jr, no dia 22 de agosto. Lewis Hamilton vai deixar escapar novamente o t&iacute;tulo de campe&atilde;o da F&oacute;rmula 1, porque n&atilde;o aprendeu nada com o fracasso do ano passado, segundo Flavio Briatore, diretor da equipe Renault. REUTERS/Dani Cardona (SPAIN) (Newscom TagID: rtrphotosthree670694) [Photo via Newscom]</p>