Hamilton supera Massa em primeiro dia na China

sexta-feira, 17 de outubro de 2008 10:23 BRT
 

Por Nick Mulvenney

XANGAI (Reuters) - O piloto da McLaren Lewis Hamilton venceu o primeiro round da disputa com o brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, na reta final da briga pelo título da Fórmula 1 nesta temporada. O britânico dominou os treinos livres desta sexta-feira para o Grande Prêmio da China, penúltimo do campeonato, que acontece no fim de semana, deixando Massa em segundo.

Hamilton, de 23 anos, que pode se tornar o mais jovem campeão da categoria no domingo, completou a melhor volta no circuito de 5.451 metros em 1min35s630 na primeira parte do treino, e foi novamente o mais rápido na segunda sessão.

"Hoje foi um dia muito produtivo e muito bom para nós, o carro foi ótimo", disse o piloto a repórteres. "Estou confiante na pista e estou no meu momento certo."

Hamilton, entretanto, leva o peso de também ter dominado os primeiros treinos em Xangai no ano passado, mas acabou abandonando a corrida e deu espaço para Kimi Raikkonen, da Ferrari, sagrar-se campeão descontando uma diferença de 17 pontos.

Massa, companheiro de equipe de Raikkonen, está 5 pontos atrás de Hamilton na classificação do Mundial, com 20 pontos ainda em disputa. O brasileiro foi o segundo mais veloz nos treinos em Xangai, com uma volta em 1min36s020 no primeiro treino.

"O equilíbrio do carro é muito bom, tanto na primeira volta rápida como em longas distâncias também", afirmou Massa.

"Os tempos foram muito próximos, e talvez eu pudesse ter sido um pouco mais rápido se não tivesse encontrado tráfego em minha última volta rápida com pneus macios à tarde", acrescentou.

O polonês Robert Kubica, da BMW-Sauber, outro único piloto com chances de lutar pelo título --está 12 pontos atrás de Hamilton-- foi apenas o 10o melhor colocado, enquanto Fernando Alonso, espanhol bicampeão do mundo da Renault, ficou em terceiro. Alonso está no seu melhor momento da temporada, tendo vencido as duas últimas corridas.

 
<p>Piloto da Ferrari Felipe Massa durante treino livre para o GP da China, em Xangai, nesta sexta-feira. REUTERS/Aly Song</p>