17 de Outubro de 2008 / às 14:28 / em 9 anos

Fifa aprova plano de segurança sul-africano para Copa de 2010

Por Wendell Roelf

CIDADE DO CABO, África do Sul (Reuters) - O esquema de segurança para a Copa do Mundo de 2010, a ser realizada na África do Sul, recebeu aprovação da Fifa, mas precisa sofrer alguns pequenos ajustes antes da realização do evento, afirmou nesta sexta-feira a entidade que comanda o futebol mundial.

A Fifa identificou as áreas de transporte e de segurança como fundamentais para a África do Sul, que enfrenta uma das maiores taxas de criminalidade do mundo e que é vista como perigosa para visitantes.

Delia Fischer, porta-voz da Fifa no país africano, afirmou que especialistas de segurança da organização da Copa reviram há pouco tempo o plano de segurança para o evento de 2010, que trata, entre outras questões, da ameaça de ataques terroristas, dos hooligans e dos crimes comuns.

"Esse documento foi analisado por nossos especialistas da área de segurança e eles chegaram à conclusão de que o plano oferece uma boa base para a questão da segurança no evento", disse Fischer à Reuters, por e-mail.

A porta-voz, no entanto, afirmou ser importante que o "documento conceitual" seja traduzido em medidas concretas e que receba alguns ajustes. Espera-se que a Copa das Confederações da Fifa, marcada para o próximo ano, forneça dicas valiosas a serem aproveitadas.

Fischer disse que as autoridades sul-africanas haviam entrado em contado com parceiros internacionais, entre os quais autoridades da área de segurança dos estádio usados no Campeonato Inglês, e que se valeriam da experiência deles para lidar com torcedores eventualmente encrenqueiros.

O problema dos hooligans não integra o cenário futebolístico da África do Sul, apesar de ter havido ali alguns incidentes isolados de violência.

Peter Jacobs, coordenador da polícia para a área de segurança na região do Cabo Ocidental durante a Copa de 2010, confirmou que equipes especiais seriam colocadas nos estádios para identificar os arruaceiros.

Segundo Jacobs, as forças de segurança também tentariam combater casos de fraude de cartão de crédito e de venda de mercadorias pirateadas, já que milhares de turistas devem dirigir-se para a capital do turismo da África do Sul, Cidade do Cabo, onde serão disputados vários jogos do evento, entre os quais uma semifinal.

"Estamos convencidos de que podemos garantir a segurança da Copa de 2010", disse a autoridade.

Apesar de uma alta taxa de criminalidade, o turismo expandiu-se na África do Sul em 5 por cento no primeiro trimestre de 2008, superando a média mundial de crescimento do setor. O recorde de 9,1 milhões de turistas do ano passado foi superado para chegar a 11,9 milhões agora.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below