October 19, 2008 / 3:35 PM / 9 years ago

Comportamento tranquilo rende frutos para Hamilton

4 Min, DE LEITURA

<p>Lewis Hamilton comemora vit&oacute;ria no GP da China de F1, neste domingo.Aly Song</p>

Por Nick Mulvenney

XANGAI (Reuters) - Lewis Hamilton transformou disciplina em vitória no Grande Prêmio da China deste domingo e apostou que o mesmo comportamento calmo poderá levá-lo ao título da Fórmula 1 no Brasil, na corrida que será disputada no próximo mês.

Na última temporada, o piloto da McLaren desperdiçou uma vantagem de 17 pontos que tinha na liderança do Mundial, quando faltavam duas corridas, para o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, que acabou sagrando-se campeão.

Aquela vantagem começou a desmoronar quando o britânico tentou a vitória a todo custo em Xangai e acabou em uma caixa de brita.

Ele não cometeu os erros de principiante novamente neste fim de semana, e, ao contrário, pilotou de maneira soberba para colocar uma vantagem de sete pontos à frente de Felipe Massa, companheiro de equipe de Raikkonen, com apenas uma corrida pela frente.

O piloto de 23 anos agora precisa apenas de um quinto lugar para tornar-se o mais jovem campeão da categoria no circuito de Interlagos, em São Paulo, no próximo dia 2 de novembro.

"Eu tenho uma vantagem de sete pontos no campeonato mundial, mas isso não me permite achar que já está tudo decidido", disse ele.

"Eu acho que a nossa abordagem para essa corrida foi a correta. Não foi a de tentar decidir tudo nesta corrida. Foi olhar para as duas corridas finais e tentar marcar o maior número de pontos possíveis", acrescentou.

"Eu sei que vou para o Brasil com uma situação muito melhor se comparada com a do ano passado, e também sei que estaremos muito mais competitivos do que fomos, e isto é reconfortante."

Ron Dennis, chefe de equipe da McLaren, disse que Hamilton fez um "trabalho realmente fabuloso" e frisou que seu pupilo colocou o carro na pole position mesmo estando mais pesado que seus rivais.

"(Isto) claramente demonstra a superioridade do ritmo de nosso carro", disse ele.

Hamilton não se surpreendeu quando o atual campeão mundial Kimi Raikkonen diminuiu o ritmo para permitir que Massa o ultrapassasse, para ficar com a segunda posição e levar mais dois pontos.

"Eles são uma equipe e eu sei que se acontecesse comigo, se Heikki (Kovalainen) estivesse liderando, ele provavelmente faria a mesma coisa", disse ele.

Hamilton, que disse ter chegado à China da maneira "mais humilde o possível", depois da bagunça que foi sua corrida no Grande Prêmio do Japão da semana passada, esta quieto em sua comemoração e rapidamente retomou o foco para o fim da temporada.

"(Nós teremos) uma abordagem similar à deste fim de semana, que foi uma abordagem melhor do que tive no ano passado no mesmo momento, um pouco mais calma, um pouco mais confiante no carro que temos e no que temos que fazer", disse ele.

"Nós sabemos que temos que fazer um bom trabalho", acrescentou ele. "Será difícil... mas espero que juntos, como uma equipe, consigamos fazer isso."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below