21 de Outubro de 2008 / às 12:34 / em 9 anos

Barça enfrenta seus "antepassados" suíços em jogo da Liga

<p>Camisa do FC Basel ao lado de camisa do Barcelona. Depois de passar anos inspirando torcidas do mundo todo, o Barcelona ter&aacute; na quarta-feira a experi&ecirc;ncia de enfrentar um obscuro time su&iacute;&ccedil;o que diz ter sido precursor da equipe catal&atilde;. 20 de outubro.REUTERS/Christian Hartmann (SWITZERLAND)</p>

Por Mark Ledsom

BASILÉIA, Suíça (Reuters) - Depois de passar anos inspirando torcidas do mundo todo, o Barcelona terá na quarta-feira a experiência de enfrentar um obscuro time suíço que diz ter sido precursor da equipe catalã.

O FC Basel, atual campeão suíço, organizou uma exposição no seu estádio, antes do jogo pelo Grupo C da Liga dos Campões, contando a migração do empresário e ex-jogador do Basel Hans Gramper para a Espanha, onde em 1899 fundaria o FC Barcelona.

Diz a lenda que Gamper adotou as cores azul-grená para o Barça devido à semelhança com o uniforme do Basel, que havia sido fundado seis anos antes.

“Infelizmente, não há documentação histórica provando que as camisas do Barcelona se basearam nas do FC Basel, mas as evidências circunstanciais são bem convincentes”, disse à Reuters Hans-Dieter Gerber, curador do Museu Suíço do Esporte.

A partida de quarta-feira ocorre exatamente 109 anos depois de Gamper publicar um anúncio em jornais procurando jogadores para o novo time.

Conhecido na Catalunha como Joan (forma local de Hans), o próprio Gamper atuou quase 50 vezes pelo time, marcando mais de 100 gols. O Barça o homenageia com uma estátua de cera em tamanho natural, no museu do Camp Nou, e com um torneio amistoso realizado na pré-temporada desde 1966.

“Gamper é muito lembrado em Barcelona como um suíço que veio para a nossa cidade e sempre ajudou quando havia diferenças históricas ou políticas”, disse à Reuters Victor Beceiro i Friedmann, coordenador das torcidas organizadas do Barça, na abertura da exposição.

Entre os itens exibidos está um recibo de cem cartazes do FC Basel que Gamper comprou durante uma visita ao seu país, em 1908.

Na época, o Barcelona estava quase falido, e Gamper, então em seu primeiro mandato como presidente, pode ter usado os cartazes para estimular a publicidade para o clube catalão.

Décadas depois, a Basiléia foi o cenário de algumas das primeiras conquistas internacionais do Barça. Primeiro em 1958, na Copa das Feiras Intermunicipais, precursora da atual Copa da Uefa, quando o Barça venceu o Birmingham (ganharia outros dois títulos consecutivos).

Também nessa cidade suíça, os catalães ergueram seu primeiro troféu europeu oficial, no antigo estádio de Saint Jakob Park, ao vencerem o Fortuna Duesseldorf por 4 x 3, na final da Copa dos Campeões em 1979.

Enquanto o Barça superou suas dificuldades iniciais e se tornou um dos maiores times do mundo, Gamper teve um final menos feliz. Banido da Espanha sob a acusação de estimular o nacionalismo catalão, voltou à Suíça e se suicidou em 1930, depois de perder sua fortuna por causa do “crash” de Wall Street no ano anterior.

“Quando eu pesquisava para a exposição, a neta de Gamper na Espanha me disse que seu nome durante muito tempo foi tabu dentro da família por causa do suicídio, que foi muito duro de aceitar num país fortemente católico”, disse Gerber.

“Com a mudança de atitudes, e a distância do tempo, isso parece estar mudando, e tomara que a exposição e o encontro dos seus dois clubes na quarta-feira possa ajudar a lembrar as pessoas da importância de Gamper na história conjunta de ambos os times.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below