Técnico ameaça futuro de Ballack como capitão da seleção alemã

quarta-feira, 22 de outubro de 2008 14:34 BRST
 

Por Kevin Fylan

BERLIM (Reuters) - O técnico da seleção alemã, Joachim Loew, convocou o jogador Michael Ballack para uma reunião nesta quarta-feira, e deu pistas de que o futuro dele como capitão do time está ameaçado, depois que o meia criticou publicamente a sua condução da equipe.

Loew repreendeu duramente Ballack, mas disse que esperaria para conversar com ele pessoalmente antes de decidir se irá tomar algum tipo de ação depois que o meia do Chelsea pediu que os jogadores mais experientes fossem mais respeitados.

"Direi ao Michael que estou extremamente desapontado com o caminho que ele escolheu tomar, e que seus comentários são inaceitáveis", disse Loew em um comunicado divulgado pela Associação de Futebol Alemão na quarta-feira.

"Eu não posso aceitar isso e insistirei para o encontro ... Minha decisão sobre todo o resto irá depender de como será essa conversa".

Em entrevista ao jornal FAZ, Ballack fez críticas ao treinador por sua atitude em relação ao volante Torsten Frings, que está considerando seu futuro na seleção alemã após de ter sido deixado de fora das últimas duas partidas das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010.

"Se você não quer mais alguém, você deveria dizer abertamente", disse Ballack quando perguntado sobre seu colega no meio-de-campo.

"Respeito e lealdade são o mínimo que você pode esperar quando é um experiente jogador de seleção", disse Ballack, acrescentando que espera que Frings decida prolongar sua carreira na equipe alemã.

Ballack fez menções específicas a Oliver Kahn e Christian Woerns, outros ex-jogadores da seleção alemã que, segundo o meia, foram mal tratados pelo antecessor de Loew, o ex-jogador Juergen Klinsmann.

Loew afirmou que Ballack, como capitão, sempre foi incentivado a falar livremente sobre a condução da seleção alemã, mas em particular.

"Ninguém, nem mesmo o capitão, tem o direito de criticar as políticas de seleção ou de fazer comentários públicos contra a equipe técnica", declarou Loew na nota.

 
<p>O t&eacute;cnico alem&atilde;o Joachim Loew e o meia Michael Ballack conversam durante treinamento. Loew, convocou Ballack para uma reuni&atilde;o e deu pistas de que o futuro dele como capit&atilde;o do time est&aacute; amea&ccedil;ado, depois que o meia criticou publicamente a sua condu&ccedil;&atilde;o da equipe. Imagem de arquivo. 26 de maio.REUTERS/Thomas Bohlen/File</p>