Isiah Thomas, ex-astro da NBA, sofre overdose de remédio

sexta-feira, 24 de outubro de 2008 19:51 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - O ex-jogador de basquete Isiah Thomas, membro do Hall da Fama da NBA, foi levado a um hospital na sexta-fera, em Nova York, depois de ter consumido uma quantidade excessiva de pílulas para dormir, disseram meios de comunicação da cidade.

Thomas, 47, demitido recentemente do cargo de técnico do New York Knicks, sofreu a overdose em sua casa, em Purchase, um subúrbio do norte de Nova York.

A polícia municipal confirmou ter sido chamada para comparecer à casa do ex-jogador por volta da meia-noite e que levou às pressas até um hospital uma pessoa que havia ingerido uma quantidade excessiva de pílulas para dormir. Os policiais, no entanto, não quiseram revelar o nome dessa pessoa.

"Respondemos a uma chamada de emergência por volta da meia-noite, vinda da casa de Isiah Thomas", disse David Hall, chefe de política de Harrison.

"Não vou confirmar nem negar que era ele a pessoa transportada, mas alguém da casa precisou realmente de assistência médica devido a uma overdose de pílulas para dormir", disse, acrescentando que o homem foi levado para o Hospital White Plains.

Hall não tinha informações sobre o estado de saúde dessa pessoa ou se ela havia sido hospitalizada ou dispensada.

Thomas ingressou no Hall da Fama com o Detroit Pistons e havia trabalhado como treinador do Indiana Pacers.

O ex-atleta foi nomeado diretor de basquete do New York Knicks em dezembro de 2003 e tornou-se técnico do time em 2006. Thomas perdeu o emprego em abril de 2008, após meses recebendo duras críticas sobre como administrava o clube, que passou sete temporadas consecutivas sem conquistar nada.

Em outubro de 2007, um júri condenou Thomas pelo crime de assédio sexual cometido contra uma executiva da equipe de basquete. A mulher recebeu 11,6 milhões de dólares do controlador do time, o Madison Square Garden, e de seu presidente, James Dolan. Thomas insiste ser inocente.

(Reportagem de Michelle Nichols)